Seção: Comentários Teleco

 19/01/2006


Celular cresce 20,6 milhões e tem produção recorde em 2005

Atualizado em 25/01/06

 

Segundo dados da Anatel, o Brasil terminou 2005 com 86,2 milhões de celulares e uma densidade de 46,58 cel/100 hab (mais detalhes). O número de celulares cresceu 31,4% e as adições líquidas (novos clientes) em 2005 foram de 20,6 milhões de celulares, maior que os 19,2 milhões de 2004. As projeções do Teleco eram de que o Brasil terminaria 2005 como um número de celulares entre 85 e 88 milhões.

 

Segundo estimativa da Abinee o Brasil produziu 65 milhões de telefones celulares m 2005 (Estimativa inicial era de 60 milhões), quantidade 54,7% maior que a produzida em 2004. (Mais Detalhes)

 

Nota: Produção de telefones em 2005 foi revisada para 65 milhões pela Abinee

 

As exportações de celulares cresceram 271% em 2005 atingindo a marca de 32,9 milhões de telefones celulares ou US$ 2,4 Bilhões FOB. (Mais detalhes)

 

A fabricação de telefones celulares no Brasil está concentrada na Zona Franca de Manaus (Nokia, Samsung, Siemens, Gradiente, Vitelcom e Evadin) e em São Paulo (Motorola, Sony Ericsson, LG, Telemática e Kyocera). A Zona Franca de Manaus produziu 33 milhões de telefones celulares e exportou 14,7 milhões no acumulado de janeiro a novembro de 2005 (Suframa).

 

Apesar de existirem 31 fabricantes com celulares homologados para operar no Brasil (Mais detalhes) os 2 principais (Motorola e Nokia) foram responsáveis por 80% das exportações.

 

A tabela a seguir apresenta os principais destinos das exportações brasileiras de telefones celulares em 2005:

 

Milhões
Quantidade
US$ FOB
US
9,8
790
Argentina
7,5
566
União Européia
4,1
189
Colômbia
3,1
166
Venezuela
3,0
326
Chile
1,7
152
Ásia
0,9
35
Peru
0,8
63
Equador
0,4
29
Uruguai
0,4
25
América Central
0,3
18
Caribe
0,3
17
Outros países
0,6
30
Total Terminais portáteis
32,9
2.406

 

O Brasil consolidou-se como um dos polos de produção de telefones celulares no mundo sendo responsável por 7,4% da produção mundial. Segundo dados da ISuppli Corp a produção mundial de telefones celulares em 2005 foi de 810 milhões de unidades (Vendor shipments).

 

A Nokia é a lider de mercado a nível mundial com 32% de market share, seguida pela Motorola (18,6%), Samsung (12,9%), LG (7,4%) e Sony Ericsson (6,6%). (Fonte: IDC - 3T05)

 

 

Mercado Local

 

O mercado brasileiro absorveu em 2005 um total de 31,6 milhões de telefones celulares, sendo 4,5 milhões importados e 27,1 milhões produzidos no país. Estes telefones se destinaram aos 20,6 milhões de novos clientes, ao mercado de reposição (cerca de 15 milhões) e aos estoques em 31/12/2005.

 

Em 2005 foram homologados pela Anatel 152 novos modelos de telefones celulares, sendo 97 GSM e 55 CDMA (Veja celulares Homologados). Deste total 52 são fabricados exclusivamente fora do Brasil, o que representou um aumento de 252% nas importações em 2005. Os celulares disponíveis atualmente no mercado podem ser consultados no ucel.

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • Qual será a produção de telefones celulares no Brasil em 2006? Continuará crescendo?
  • Como uma possível diminuição no ritmo de crescimento do celular no Brasil afetaria esta produção?
  • O Brasil continua competitivo como polo exportador de telefones celulares com o atual valor de 1US$ para R$ 2,30?
  • Qual o impacto no mercado de substituição de mais de 15 milhões de aparelhos por ano? A disponibilidade de aparelhos usados impactará o aumento do número de pré-pagos?
  • Qual será o crecimento do celular em 2006?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

O mercado de reposição vs entrantes

Comentário de Lucas Gollan Carreras

Existem algumas variáveis que devem ser levadas em conta no momento de se mensurar o mercado de reposição brasileiro antes de destinar apenas 1/3 da produção de celulares para este nicho.

 

- Agentes multiplicadores: Em mais de 70% dos casos o consumidor que troca de aparelho celular acaba por passar o antigo para terceiros que por sua vez efetuam uma nova assinatura, porém com um aparelho usado. Este fenômeno ocorre também com aparelhos perdidos e roubados, que com a tecnologia GSM, facilitam muito a sua habilitação com outro número. São os chamados Grey e Black market que possuem expressiva participação no mercado hoje.

 

- Tempo de reposição: Diversos estudos conduzidos pela ACNielsen apontam o tempo médio de reposição em um patamar pouco acima dos 19 meses o que nos indica que pelo menos metade da base instalada vai trocar de aparelho no próximo ano, indicando um forte aquecimento deste segmento de compra.

 

- Segmento de troca: Estudos conduzidos com consumidores indicam que hoje mais de 60% das vendas de celulares são feitas por consumidores que trocam de aparelho, embora neste número também estejam sendo consideradas movimentações de troca de operadora (Churn) e de tecnologia (Overlay TDMA - GSM).

 

- Sinais do mercado: O freio do volume de vendas dos celulares no final de 2005 recaiu sobre o segmento low price (Até 199 reais) e também sobre o plano pré-pago, fortes variáveis que estão intimamente relacionadas com o público entrante, o que indica a opção das operadoras de buscarem a melhoria de sua base instalada, atraindo principalmente o público de troca, seduzindo clientes de outras operadoras com ofertas de aparelhos mais sofisticados e com o plano pós-pago.

 

Por estes e outros fatores mais, devemos aprofundar o estudo do segmento de reposição do Brasil versus os de entrantes, dada a importância deste fator na estratégia de todos fabricantes e operadoras da categoria de celulares do Brasil. Mas o que podemos afirmar seguramente, é que sua participação hoje no mercado é bem superior aos 10 milhões apontados, e o caminho a se trilhar é o de se mensurar a tendência de sua curva de crescimento em detrimento da dos entrantes (net adds) e os reflexos que isto pode provocar na categoria de celulares.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Painel Telebrasil 2017

19 e 20 de setembro

Organizador: Telebrasil

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...