Seção: Comentários Teleco

17/03/2006


Crescimento do celular até Fev/06 repete 2005. E a Claro?

 

O Brasil atingiu em Fev/06 a marca de 88 milhões de celulares (47,5 cel/100 hab.), em linha com as projeções do Teleco de adições líquidas de celulares em 2006 entre 18 e 22 milhões (Mais detalhes).

 

O crescimento recorde de 1,26 milhões de celulares em Jan/06 (mais detalhes) foi compensado por um crescimento menor em Fev/06 ( 594 mil celulares). No acumulado do ano o crescimento do celular (adições líquidas) em 2006 continua superior ao de 2005 e 2004.

 

 

Oi e Tim lideraram o crescimento do celular nos dois primeiros meses do ano. Claro e Vivo perderam market share.

 

Crescimento do número de celulares (adições líquidas)

 

Milhares jan/06 fev/06
Acumulado até Fev/06
Adições líquidas
Ganho de Market Share*
Oi
387
187
575
0,4
Tim
321
201
523
0,1
Claro
203
84
287
-0,1
Vivo
225
28
253
-0,4
BrT
94
69
162
0,1
Outros
30
26
55
-0,1
Total
1.261
594
1.855
-

* em pontos percentuais

 

Após ter atingido sua meta de 30 milhões de celulares em Jan/06, A Vivo apresentou adições líquidas em Fev/06 de apenas 28 mil celulares. Esta trajetória é coerente com a estratégia da Vivo de sacrificar market share para manter a rentabilidade (mais detalhes).

 

A situação da Claro é um pouco mais complexa.

 

A estratégia da Claro

 

Em 2003, com a aquisição da BCP (São Paulo) e BSE (Nordeste) e a entrada em operação de suas redes GSM nas banda D e E (BA, SE, PR e SC), a Claro terminou o ano como 2ª operadora do Brasil com 9,5 milhões de celulares.

 

- 2003 2004 2005
Celulares (R$ milhares)
9.521
13.657
18.659
Market Share
20,4%
20,8%
21,6%
Receita Líquida (R$ milhões)
4.316
5.248
6.549
Margem Ebitda
25,60%
0,30%
-3,20%

 

Entre 2003 e 2005 a Claro decidiu priorizar o crescimento, acompanhando a fase de forte crescimento do número de celulares que passava o Brasil, impulsionado pelas novas operadoras GSM. A justificativa era que, mesmo a custa de baixa rentabilidade, seria mais barato conquistar market share nesta fase do que no futuro.

 

Neste período de 2 anos, o número de celulares da Claro cresceu 96% mas seu market share apenas 1,2 pontos percentuais. Ela foi ultrapassada pela Tim e passou a ocupar a 3ª colocação em número de celulares. A margem Ebitda esteve próxima de zero em 2004 e 2005.

 

A Claro é a operadora com o maior número de celulares pré-pagos (84,1%) e um dos menores ARPUs (R$ 23). O seu churn de 2,7% ao mês é o mais alto entre as operadoras do país. Problemas com seu sistema de Billing também complicaram a vida Claro. O número de reclamações no Procon de SP foi de 231 em 2004 para 1.035 em 2005, sendo que 58% das reclamações foram relativas à cobrança (Mais detalhes).

 

Diante deste quadro, desde Nov/05 a Claro reduziu seu ritmo de crescimento e vem perdendo Market Share. Ele caiu de 21,8% em Nov/05 para 21,5% em Fev/06. Será este um sinal de mudança de estratégia por parte da Operadora?

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • Qual será a estratégia da Claro para 2006?
  • A Vivo adotou uma estratégia de sacrificar market share para manter a rentabilidade (mais detalhes). Esta seria uma alternativa para a Claro?
  • O baixo crescimento da Claro pode afetar negativamente o crescimento do celular no Brasil em 2006?
  • A Claro investiu pesadamente em marketing em Fev/06 em shows como o do Rolling Stones e U2. Por que estes investimentos não se traduziram em crescimento? Será que as adições brutas estão altas, mas estão sendo compensadas pelo alto churn?
  • A Claro está sofrendo um baixo reconhecimento de marca?
  • A Claro retomou este mês as promoções com celulares a R$ 1,00 e pré-pago a R$ 109,00. Estará desta forma voltando a buscar um crescimento maior em Mar/06?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Augusto T. Fernandes da Cunha

A Claro está sofrendo um baixo reconhecimento de marca?

 

Estava lendo o comentário acerca da operadora no site Teleco, e me chamou a atenção a pergunta acima. Não sou nenhum especialista nessa área, apenas cliente da Claro em MG, por opção, e vejo que a imagem da mesma não tem o reconhecimento que a ela seria devido.

 

Uso os serviços da Claro desde o final de dezembro do ano passado, mas a mais tempo, antes das operações Claro em Minas Gerais, eu já ouvia, e ainda ouço, muitos comentários acerca da Vivo em Belo Horizonte. As pessoas que conheço, boa parte, até esperam com ansiedade a entrada da operado em Minas Gerais, por conta da mídia que ela vêm realizando na TV.

 

Pelo que sei, até mesmo por conta de incompatibilidade de tecnologia, a Vivo não deve operar dentro do estado de Minas Gerais, e digo isso às pessoas quando elas comentam acerca da mesma operadora.

 

Quanto a Claro, pouco se ouvia falar nela, antes da entrada da operadora em parte do territótio mineiro. Nem mesmo com impulso que ela tentou dar a marca, na novela da TV Globo ajudou muito, a Vivo ainda continua com o nome mais forte dentro de Minas.

 

O que, no meu ponto de vista, fez com que a Claro tivesse a atenção dos mineiros voltada a ela, foi quando do início das operações da mesma em Minas, ter travado batalhas com a concorrente Telemig Celular. Depois disso, somente agora eles vêm investindo na marca da operadora dentro do estado, meio que tardiamente.

 

Sei que eles têm pretensões de expandir rapidamente dentro do estado, e também de uma remota possibilidade de aquisição das operações da Telemig Celular e Amazônia Celular, outro boato que ultimamente vem correndo entre as pessoas aqui.

 

Mas vejo, que falta a Claro, dar uma maior ênfase na marca dela, tanto dentro do estado, como em todo o territótio nacional, opinião minha.

 

Agora, quanto a publicação do meu comentário, não sei se vai satisfazer a equipe do Teleco, mas se preciso, podem se utilizar dele.

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...