Seção: Comentários Teleco

06/05/06 


O 2º trimestre será decisivo para o desempenho do Celular em 2006

 

Vivo, Tim, Claro e Oi são as principais operadoras de celular do Brasil. Juntas elas representavam 92% dos celulares do país no final de março de 2006.

 

Estas operadoras têm apresentado estratégias de crescimento diferenciadas como apresentado no gráfico a seguir.

 

 

A Vivo, líder do mercado, optou por uma estratégia de baixo crescimento preservando a rentabilidade, enquanto as demais têm buscado um crescimento mais acelerado. Quadro semelhante é obtido quando se analisa o crescimento do celular no primeiro trimestre de 2006 (1T06). Consulte:Oi e Tim lideram o crescimento. Claro se recupera.

 

A Vivo apresentou a maior receita líquida, a melhor margem EBITDA e foi a operadora que mais investiu no (1T06).

 

Desempenho Econômico Financeiro (1T06)

 

R$ Milhões
Vivo
Tim
Claro
Oi
Receita Líquida
2.594
2.132
1.497
751
Margem EBITDA
27,6%
24,3%
15,6%
12,8%
Lucro (prejuízo) Líquido
(179)
(152)
ND
(28)
Investimentos
281
169
ND
100
Dívida líquida
4.464
1.500
ND
ND

 

Aumentar a rentabilidade é uma preocupação constante das operadoras, pois todas apresentaram prejuízo no 1T06, apesar da melhoria na margem EBITDA.

 

 

No 2T06 ficará claro se o crescimento da margem EBITDA no 1T06 foi sazonal, como ocorreu em 2005, ou se ele se repetirá no 2T06, trimestre onde ocorreu o maior crescimento do número de celulares em 2005. O 1º trimestre é sempre favorável ao crescimento de margem pelo menor crescimento do número de celulares, impactando positivamente a conta de subsídio.

 

 

O 2º trimestre (2T06) será decisivo para o resultado do celular em 2006. O quadro a seguir apresenta um retrato do desempenho operacional destas operadoras no 1T06, destacando os pontos fortes de cada uma.

 

Desempenho Operacional (1T06)

 

1T06
Vivo
Tim
Claro
Oi
Celulares (milhares)
30.138
21.018
19.446
11.217
Pré-pago (%)
80,9%
79,4%
83,6%
81,0%
Cobertura (POP)
66%
85%
77%
39%
Metas de Qualidade Atendidas*
95,5%
81,8%
81,8%
92,4%
Churn mensal
1,8%
2,4%
2,3%
1,7%
ARPU (R$) **
25
30
23
18
MOU (minutos)***
68
83
68
ND
Receita VAS/Rec. de Serviços
7,1%
7,3%
ND
ND
SAC****
125
150
N.D.
N.D.

* % de metas de qualidade atendidas no 1T06 (Metas consolidadas em Grupos)

** ARPU: receita média mensal por usuário

*** MOU: Minutos mensais por usuário

**** SAC: Custo de aquisição de clientes (Subscriber Acquition Cost)

 

A Vivo é a lider de mercado com 33,7% dos celulares e foi a operadora com maior índice de atendimento de metas de qualidade (95,5%) no período. A estratégia de baixo crescimento tem levado no entanto à perda de market share e revenue share.

 

A Tim, segunda operadora com 23,5% dos celulares, apresenta a maior cobertura (85% da população). Possui também o maior ARPU(R$ 30) e MOU (83 minutos). Apresenta ainda o menor percentual de pré-pago (79,4%). Apesar de possuir 30% menos celulares que a Vivo sua receita é apenas 18% menor.

 

Vivo e Tim estão procurando aumentar a receita de serviços de valor adicionado (VAS) como SMS, downloads, internet, etc.. Esta receita representou, no 1T06, 7,3% da receita de serviços da Tim e 7,1% da Vivo.

 

A Claro é operadora com maior percentual de pré-pago (83,6%). Apresentou uma melhora significativa do churn mensal que passou de 2,7% no 4T05 para 2,3% no 1T06. Sua margem EBITDA no 1T06 foi a maior desde 2003. A Claro apresentou baixo crescimento nos dois primeiros meses do ano, tendo se recuperado em março. Será necessário observar como suas promoções para o dia das mães, com celular a R$1,00, irão refletir na rentabilidade da operadora no 2T06.

 

A Oi apresenta a menor cobertura (39%) pois atende apenas a Região I onde possui 27,2% dos celulares. Apresenta também o menor ARPU (R$ 18) e o menor churn (1,7%). A Oi foi a operadora que apresentou a maior adição líquida de celulares (884 mil) no 1T06.

 

Finalmente, é importante observar que no 1T06 o crescimento do celular foi maior nos estados brasileiros de menor densidade, principalmente no Nordeste e em Minas Gerais.

 

 

Questões

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • Qual será o crescimento do celular no 2T06?
  • Quais operadoras de celular terminarão 2006 com margem EBITDA superior a 20%? E próxima a 40%?
  • A Vivo mudará sua estratégia em 2006?
  • Como a oferta de VAS influenciará o desempenho das operadoras de celular?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Workshop

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
28/Novembro

Market Update

Internet das Coisas

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...