Seção: Comentários Teleco

20/08/2006


A Tim vai ultrapassar a Vivo?

 

O número de celulares do Brasil voltou a crescer em Jul/06, depois da redução apresentada em Jun/06, ocasionada pela baixa em 1,8 milhões de celulares inativos promovida pela Vivo (Consulte: Um ano perdido da Vivo?).

 

O Brasil atingiu em Jul/06 um total de 93.047 mil celulares ( 49,87 cel/100 hab) apresentando adições líquidas de 1.286 mil celulares, superiores às de Jul/05 (1.061 mil).

 

O resultado de julho deixa claro que, apesar do sobressalto do mês anterior, o celular no Brasil vai continuar crescendo. As projeções do Teleco indicam que o Brasil deverá terminar 2006 com mais de 100 milhões de celulares.

 

Já a Vivo, viu sua vantagem em relação à Tim, que era de 8,4 milhões de celulares em mai/06, cair para 5,8 milhões em Jul/06. Tornou-se mais próxima a possibilidade da Vivo perder a liderança em market share de celulares no Brasil. Mantidas as tendências atuais, a Tim deve ultrapassar a Vivo em Jul/07.

 

 

A Tim lidera o crescimento do celular em 2006 com adições líquidas de 2.671 mil celulares, seguida de perto pela Claro com (2.624 mil), e vem acelerando o seu ritmo nos últimos dois meses. Em Jul/06 apresentou adições líquidas de 509 mil celulares, contra 331 mil da Claro e 102 mil da Vivo (Mais detalhes).

 

Não será fácil para a Vivo reverter esta tendência. Para não ser ultrapassada ela terá de voltar a apresentar uma taxa de crescimento da sua base de celulares mais próxima das demais operadoras.

 

Isto só deve ocorrer no final do ano quando a Vivo colocar no ar sua rede GSM. Nos próximos meses a Vivo continuará enfrentando as dificuldades de roaming e de preço dos telefones celulares CDMA. Além disso terá que convencer os clientes que, mesmo tendo decidido implantar uma rede GSM, ter um telefone celular CDMA continua sendo uma boa opção.

 

A entrada em operação da rede GSM não resolverá todos os problemas. Como toda rede em início de operação a Vivo precisará de alguns meses para atingir uma cobertura uniforme. A opção de implantar o GSM em 800 MHz, compartilhando esta faixa com o CDMA, o AMPS, e em alguns lugares o TDMA, poderá gerar problemas de qualidade para os atuais e futuros clientes nas cidades de grande concentração urbana como São Paulo e Porto Alegre.

 

Estes fatores podem contribuir para manter alto o churn da Vivo que vem perdendo seus melhores clientes para as outras operadoras.

 

Finalmente, neste período de um ano (até Jul/07) a Vivo deverá estar ainda fora dos mercados de Minas Gerais e do Nordeste que têm crescido em 2006 bem acima da média do Brasil que foi de 7,9% (mais detalhes). Dos 509 mil celulares que a Tim cresceu em Jul/06, 52 mil foram em Minas Gerais e 104 mil no Nordeste (30,5% do total).

 

Em relação ao "Revenue Share" no 2T06 (mais detalhes), a vantagem da Vivo (31,8%) em relação a Tim (28,4%) é menor ainda, reflexo do maior ARPU apresentado pela Tim de R$ 30,2 contra R$ 24,1 da Vivo.

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • A Tim ultrapassará a Vivo em Market Share? Ou a Vivo irá se recuperar?
  • Se a Tim ultrapassar a Vivo, quando isto ocorrerá?
  • E a Claro? Disputará também a 1ª colocação?
  • Como a venda de operadoras como Telemig, Amazônia Celular ou BrT GSM poderá modificar este quadro?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Jorge Araujo

A Tim e a Claro ultrapassarão a VIVO, antes de Jun/07. Neste Natal Tim e Claro vão tripudiar sobre o cadáver da rede CDMA e a VIVO não terá uma rede GSM capaz de operar adequadamente, portanto é bem capaz de presenciarmos a maior taxa de churn da história do celular no Brasil!!! Dos quase 28 milhões de usuários da VIVO, pelo menos 10 milhões terão que trocar de aparelho no curto prazo, será que comprarão outro CDMA??? Pouco provável... A VIVO demorou demais para iniciar a migração e já perdeu seu "momentum" , sua massa crítica está abaixo do necessário para impor o drive do mercado e agora cometeu outro erro fatal ao preocupar-se em economizar na implantação de sua rede GSM. Ao invés de procurar parceiros que garantissem uma implantação vigorosa e com qualidade assegurada optou por uma compra baseada APENAS em preço baixo. O principal provedor de tecnologia, que é a Ericsson, está acima de qualquer dúvida quanto à sua capacidade técnica, mas terá que trabalhar com o "tanque vazio" - já o outro provedor contratado, coitado, vai ter que trazer muita gente para passar férias no Brasil e dormir na obra, realmente alto-padrão... se eu fosse acionista da VIVO estaria muito enraivecido pelo que está sendo feito com a empresa, mas os usuários da VIVO, esses terão outras alternativas...

 

 

Comentário de Alarico Neves Filho

Uma boa pergunta para se fazer a respeito - se o CDMA é uma solução comercial e técnica tão boa , por que não é adotada em Portugal e Espanha , matrizes da Vivo ?
Faça o que eu mando mas não faça o que eu faço ?
O Brasil é um quintal tecnologico de terceira categoria ?

 

 

Comentário de Alex M. Lopes

Bem, Alarico!! Gostaria so de informar a voce e ao pessoa que acessa a esse importante portal de que a Vivo, atraves da suas socias, Telefonica da Espanha ( 50%) e Portugal Telecom ( 50%) , realmente eles lá utilizam a rede gsm. Mas nao porque eles querem, e por uma exigencia da propria Comunidade Europeira, de usarem um sinal criado pela propria europa. Pra quem ainda nao sabem o GSM foi criado na europa. Um outro exemplo disso, seria no caso recente do tipo de sinal digital na transmissao de televisao, a qual na europa ja se tem um tipo de sinal especifico deles, a qual tambem estavam concorrendo com a sua tecnologia aqui no Brasil. Meu intuito aki eh de informar apesar de nao ser da area !! Abraços a todos e parabens pelo portal.

 

 

Workshop

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...