Seção: Comentários Teleco

21/04/2007


Ano começa com adições líquidas e exportações de celulares em queda

 

O Brasil terminou o mês de março de 2007, com 102,1 milhões de celulares e uma densidade de 54,25 cel/100 hab (Dados preliminares da Anatel).

 

O baixo crescimento apresentado em janeiro e fevereiro voltou a se repetir em março com adições líquidas de 966 mil celulares. Nos meses de janeiro e março o Brasil apresentou adições líquidas inferiores às da Argentina, que possui 1/3 dos celulares do Brasil e uma densidade de 81 cel/100 hab. (mais detalhes). Em março o Japão, que foi ultrapassado pelo Brasil em Dez/06, apresentou adições líquidas de 1.091 mil celulares, superiores às do Brasil.

 

As adições líquidas de celulares no 1º trimestre de 2007 (1T07) foram de 2.234 mil celulares, as menores desde 2003.

 

Nota: Adições líquidas de celulares referem-se ao aumento na base de celulares ativos nas operadoras e exportações de telefones celulares à quantidade de telefones celulares exportados.

 

Como o 1º trimestre é historicamente o de menor crescimento do celular no ano, ainda não está comprometida a projeção do Teleco de adições líquidas de 12,5 milhões de celulares em 2007. Este resultado dependerá em grande parte da Vivo, agora com o GSM a todo vapor, voltar a crescer.

 

Queda nas exportações

 

A quantidade de telefones celulares exportados pelo Brasil no 1T07 (5,6 milhões) foi 22% menor que a exportada no 1T06. Esta queda ocorreu, apesar de um crescimento de 13,1% no total mundial de celulares embarcados em igual período (mais detalhes). A participação da quantidade de telefones celulares exportados pelo Brasil no total mundial de celulares embarcados caiu de 3,2% no 1T06 para 2,2% no 1T07.

 

Venezuela, Argentina e Estados Unidos são os principais destinos das exportações de telefones celulares do Brasil respondendo por 71% destas exportações.

 

Quantidade de celulares exportados

 

Milhares
1T06
1T07
cres.
Argentina
1.360
1.489
9,5%
Estados Unidos
1.619
1.339
-17,3%
Venezuela
1.511
1.171
-22,5%

 

As exportações para a União européia caíram de 181 milhões no 1T06 para 33 milhões no 1T07, devido ao Brasil não produzir ainda telefones celulares 3G.

 

Nota-se também uma transferência das exportações da Zona Franca de Manaus para São Paulo, causada por uma diminuição de exportações da Nokia e redirecionamento da produção da Samsung para São Paulo.

 

Quantidade de Telefones Celulares exportados por Estado

 

milhares
1T06
1T07
Cresc.
Amazonas
2.910
445
-85%
São Paulo
4.221
4.979
18%
Outros*
141
222
57%
Total
7.272
5.646
-22%

* Reexportação e não declarado

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • A tendência de baixo crescimento do celular e queda de exportações do 1T07 se repetirá nos demais trimestres de 2007?
  • A Vivo voltará a apresentar um crescimento significativo no 2T07?
  • Qual será o crescimento do celular no Brasil em 2007?
  • O Brasil está perdendo espaço como pólo exportador de telefones celulares? Por quê?
  • A entrda da Unciel em São paulo impactará o crescimento do celular em 2007? E uma possível venda da Telecom Italia para a Telefonica ou para a América Móvil?

 

Comente.

 

Para enviar um comentário clique em: teleco@teleco.com.br

 

Indique no email se autoriza a sua publicação.

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Workshop

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
28/Novembro

Market Update

Internet das Coisas

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...