Seção: Comentários Teleco

26/10/07


O Brasil vai terminar 2007 com 120 milhões de celulares?

O Brasil terminou o 3º trimestre de 2007 (3T07) com 112,8 milhões de celulares e uma densidade de 59,47 cel/100 hab.

 

As adições líquidas de 6,1 milhões de celulares no trimestre são as maiores desde o 4T05 (6,2 milhões).

 

 

O crescimento do celular em 2007 se acelerou a partir do 2º trimestre (2T07) com a entrada em operação da rede GSM da Vivo. A figura a seguir mostra que a Vivo passou 4 trimestres seguidos praticamente sem crescer. Do 2T06 quando fez uma limpeza na sua base e anunciou a implantação de sua rede GSM até o 1T07.

 

 

Comportamento semelhante apresentou a Oi que decidiu acabar com o subsídio para os celulares pré-pagos a partir do 2T06. A Oi voltou a crescer no 3T07 com a promoção do "ligador" que oferece um bônus de R$ 100 para chamadas para telefones fixos ou celulares da Oi para uma recarga de R$ 5.

 

A figura a seguir ilustra como o comportamento de Vivo e Oi levou a um crescimento menor destas operadoras no acumulado dos últimos 12 meses, enquanto Tim e Claro se mantiveram no mesmo patamar de adições líquida.

 

 

O menor crescimento de Vivo e Oi levou a uma queda nas adições líquidas do Brasil neste período.

 

 

O Brasil terminou 2006 com 99,9 milhões de celulares e uma expectativa de baixo crescimento para 2007. As projeções do Teleco de Jan/07 eram de adições líquidas de 12,5 milhões de celulares em 2007. A entrada em operação da rede GSM da Vivo acelerou, o crescimento do celular no Brasil e o Teleco reviu em Jul/07 suas projeções para 15 milhões de celulares de adições líquidas em 2007.

 

Com o quadro atual as projeções do Teleco indicam que as adições líquidas no ano podem chegar a 20 milhões de celulares. O Brasil deve terminar 2007 com cerca de 120 milhões de celulares e uma densidade de 63 cel/100 hab.

 

Com a aceleração do crescimento, a produção de telefones celulares no Brasil, que havia apresentada uma queda de 6,2% no 1º semestre de 2007 em relação a igual período de 2006 voltou também a crescer. A produção de aparelhos em Jul/07 e Ago/07 foi respectivamente 15,9% e 20,6% maior que a de 2006 (mais detalhes).

 

O crescimento da quantidade de celulares ativos está sendo acompanhado também com promoções que estimulam o seu uso (minutos a R$ 0,07). A Claro apresentou um crescimento de 14,3% nos minutos de uso mensais (MOU) dos seus celulares no 3T07 em relação ao 2T07.

 

Finalmente, é importante observar que a Claro em 2007 passou a crescer mais que a Tim e pode vir a ameaçar a 2ª posição desta operadora em 2008.

 

A Tim apresentou adições líquidas superiores que as da Claro em Set/07, fato que não ocorria desde Mar/07. O crescimento de Mar/07 da Tim parece ter sido um esforço de fechamento de trimestre e foi seguido por um baixo crescimento em Abr/07. Em breve ficará claro se a história se repetirá ou se setembro representou o início da reação desta operadora. A Tim cresceu muito mais que seus concorrentes nos estados de Minas Gerais e Paraná com adições líquidas de 110 mil e 55 mil celulares respectivamente (mais detalhes).

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • O Brasil vai terminar 2007 com quantos celulares?
  • A Claro vai passar a Tim? Quando?
  • Como a entrada da Telefonica na Telecom Italia afeta este quadro?
  • Como o lançamento da 3G afetará o crescimento do número de celulares no Brasil?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Workshop Celular Market Update

 

 

CONSULTORIA TELECO

Relatórios

Imagem cortesia FreeDigitalPhotos.net

Telecom, Celular e Capex

Workshops

Market Update

America Latina

Regulamentação de Telecom

Consultoria

Estudos e Base de Dados

Mais Produtos

EVENTOS

Participe da delegação brasileira

Mais Eventos




 

 


Siga o Teleco

 

...

 

 

Imprima esta página

Adicione aos Favoritos Comunique erros