Seção: Comentários Teleco

14/04/08


3G vai ajudar no crescimento da receita das operadoras de celular?

 

O crescimento da base de celulares tem sido a principal alavanca para o crescimento da receita das operadoras de celular no Brasil.

 

Nota: O crescimento da receita das operadoras de celular em 2006 e 2007 foi influenciado pelo fim do Bill&keep parcial em Jul/06, o que provocou um aumento das receitas de interconexão das operadoras. Com o Bill & Keep parcial, nas chamadas entre operadoras de celular na mesma área local, uma operadora só era obrigada a pagar a taxa de interconexão (VUM), se o tráfego fosse acima de 55% do total em ambas direções.

 

Com o Brasil se aproximando de uma densidade de celular de 100 cel/100 hab nos próximos anos (mais detalhes), a tendência é a queda da taxa de crescimento do celular para menos de 10% ao ano. Neste cenário, cresce a importância para as operadoras de celular buscar outras receitas que não apenas as de voz. Esta é uma das motivações para a implantação de 3G pelas operadoras brasileiras. Com a 3G elas poderão ampliar suas receitas de outros serviços, oferecendo banda larga móvel no celular (Smartphones) ou para PCs.

 

A figura a seguir apresenta a composição da receita das operadoras de celular no Brasil em 2007.

 

Nota: Média das operadoras Vivo, Tim, Oi, BrT, Amazônia, Telemig e CTBC. Claro e Sercomtel não divulgam estes valores.

 

A receita bruta de serviços representa 88% da receita das operadoras. Com o fim do Bill&Keep parcial em Jul/06 e o crescimento da venda de "chips" por parte de Operadoras como Oi e Tim, a participação da receita da venda de aparelhos caiu de 19% em 2005 para 12% em 2007

 

As receitas de serviços de voz representaram 91% da receita bruta de serviços das operadoras de celular em 2007. Deste percentual, 33% são receitas de uso da rede, correspondentes à taxa de interconexão (VUM) paga por outras operadoras. Na receita líquida, esta participação é ainda maior, uma vez que as operadoras não recolhem ICMS sobre a receita de interconexão, apenas PIS e Cofins. Na Vivo, por exemplo, a participação da receita de uso de rede na receita bruta de serviços é 35% e na receita líquida 39%.

 

O VUM recebido pelas operadoras, cerca de R$ 0,41 por minuto (sem impostos) é um dos fatores que contribuem para o alto preço das chamadas fixo-móvel e móvel-móvel(outra operadora), desestimulando o uso do celular. O MOU (minutos mensais por usuário) no Brasil cresceu de 83 minutos no 4T06 para 92 minutos no 4T07 devido às promoções com preços mais baratos para chamadas entre celulares de uma mesma operadora.

 

Os serviços de voz estão sob forte competição e a tendência para o futuro é de queda do preço por minuto dos serviços ofertados através de pacotes e promoções. Esta tendência reforça a importância das operadoras ampliarem seu leque de serviços.

 

A participação das receitas de outros serviços (inclui dados e Vas) na receita bruta de serviços aumentou de 8,4% em 2006 para 8,9% em 2007. O Teleco estima em 8% a participação da receita de outros serviços na receita líquida de serviços das operadoras de celular no Brasil. Este percentual está muito abaixo do encontrado nas principais operadoras 3G do mundo (mais detalhes).

 

Vivo e Tim estão entre as operadoras onde a receita de outros serviços apresentam uma participação maior na receita bruta de serviços da operadora. A Claro não divulga este indicador.

 

R$ Milhões - 2007
Vivo
Tim
Oi
BrT
Receita Bruta de Serviços
14.539
15.377
5.446
2175
Serviço de Dados e VAS
1.331
1.217
335
104
Outros serviços*
1.556
1.308
336
148
Serviço de Dados e VAS/
Rec. bruta de Serviços
9,2%
7,9%
6,2%
4,8%
Outros serviços*/
Rec. bruta de Serviços
10,8%
8,5%
6,2%
6,8%

*inclui dados e VAS

Nota: A Tim superou a Vivo em receita Bruta de serviços devido a receitas de R$ 1.890 milhões com Longa Distância (41).

 

O uso no Brasil de serviços de Dados/VAS é baixo, mesmo para serviços 2G como o SMS (mais detalhes).

 

A pesquisa TIC Domicílios do NIC.br (mais detalhes) apontou que 51% dos que utilizam celular no Brasil mandam e/ou recebem SMS e 15% mandam e/ou recebem fotos e imagens.

 

A Tabela a seguir mostra o percentual de usuários que enviou SMS e usou foto mensagem para os principais países da Europa e Estados Unidos.

 

-
Enviou SMS
Usou Foto mensagem
UK
86,6%
30,3%
Itália
86,4%
31,7%
Espanha
84,0%
32,3%
Alemanha
80,3%
22,0%
França
74,4%
23,7%
US
44,1%
19,6%

Fonte:M:metrics

 

A diferença é ainda maior quando se considera serviços que se beneficiam da maior velocidade de acesso proporcionada pelas redes 3G.

 

Segundo a pesquisa TIC Domicílios 5% dos usuários de celular no Brasil acessam a Internet. A tabela a seguir apresenta o percentual de usuários que acessou a Internet para acompanhar notícias via um navegador, ou seja uma parcela dos que acessam a Internet via celular, em vários países.

 

-
Acessou a Internet via celular para acompanhar notícias através de um navegador
UK
16,6%
US
13,1%
França
9,5%
Itália
7,9%
Espanha
7,5%
Alemanha
5,5%

Fonte:M:metrics

 

Nos Estados Unidos o percentual de 13,1% da tabela sobe para 58,2% entre os que possuem smartphones e 84,8% entre os que possuem um iPhone.

 

Em 2007, 10% dos celulares vendidos no mundo eram smartphones. No Brasil, 11,8% dos modelos homologados em 2007 eram smartphones.

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • A 3G vai ajudar no crescimento da receita das operadoras de celular?
  • Qual serviço terá mais sucesso?
  • Os programas interativos  (BBB, Domingão do Faustão, etc) podem contribuir ainda mais para os serviços de dados? Como será esta interatividade no mundo da 3G?
  • Quando a participação da receita de dados na receita de serviços das operadoras de celular no Brasil irá superar os 20%?

 

Comente!

 

Para enviar um comentário clique em: teleco@teleco.com.br

 

Indique no email se autoriza a sua publicação.

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Workshop Celular Market Update

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...