Seção: Comentários Teleco

31/05/2008


A Vivo repetirá desempenho do 1T08 nos outros trimestres?

 

A Vivo apresentou um resultado expressivo no 1º trimestre de 2008 (1T08). Ela conquistou a liderança em 4 dos 7 indicadores selecionados pelo Teleco para acompanhar o desempenho das operadoras de celular no Brasil. (mais detalhes).

 

A Vivo colheu no 1T08 os frutos de uma bem sucedida estratégia de mudança traçada em 2006, quando a operadora decidiu fazer uma limpeza em sua base de clientes, reformular seus planos de serviço e migrar para a tecnologia GSM. (mais detalhes).

 

Em 2007, a operadora foi pouco a pouco reencontrando o caminho do crescimento e tomando medidas para cobrir as lacunas de sua cobertura com a aquisição da Telemig Celular e frequências na Banda L(1900 MHz).

 

Uma comparação do 1T08 com o 1T07 mostra uma melhoria do desempenho econômico financeiro da Vivo em todos os principais indicadores.

 

Nota: Vivo inclui Telemig no 1T07 e no 1T08

 

A receita líquida cresceu 16,4%, o EBITDA 49,3%, o EBIT 300% e o lucro líquido foi de R$ 23 milhões para R$ 256 milhões.

 

É bem verdade que para este resultado contribuiu a reversão da provisão de ICMS de cerca de R$ 240,6 milhões efetuada pela Telemig. Mas, mesmo sem esta reversão, o crescimento do EBITDA ainda seria de 21,9%.

 

A Vivo perdeu market share nos últimos 12 meses, mas apresentou no 1T08 um crescimento significativo de suas adições líquidas. A sua participação (share) nas adições líquidas no trimestre subiu de 1,7% no 1T07 para 19,1% no 1T08.

 

Vivo*
1T07
1T08
∆ 12 meses
Market Share
31,80%
30,40%
-1,4 p.p.
Celular (milhares)
32.526
38.309
17,8%
Adições Liq. (milhares)
37
924
2.397%
Share de adições líquidas
1,7%
19,1%
17,5 p.p.

* inclui Telemig. Nota: p.p.= pontos percentuais

 

Em Abr/08 a Vivo ficou em 2º lugar em adições líquidas com 24,3% do total Brasil.

 

Os demais indicadores operacionais apresentaram pequenas variações no 1T08 em relação ao 1T07.

 

Vivo*
1T07
1T08
∆ 12 meses
Pré-Pago
80,7%
80,9%
0,2 p.p.
ARPU (R$)
29,7
29,5
-0,7%
MOU (minutos)
74
77
4,1%
Churn
2,60%
2,80%
0,2 p.p.

* inclui Telemig. Nota: p.p.= pontos percentuais

 

Estes resultados estão se refletindo no comportamento das ações da empresa na BOVESPA. A Vivo ultrapassou a Tim em valor de mercado em março de 2008.

 

 

Vivo sem Telemig

 

A incorporação da Telemig foi um dos fatores que ajudou a Vivo a atingir os resultados apresentados. Mas, mesmo sem a Telemig, a Vivo obteve resultados significativos no 1T08. Ela conseguiu superar a Tim em receita bruta de serviços.

 

Nota: Vivo não inclui Telemig

 

Uma dos componentes no crescimento da receita de serviços da Vivo é a receita de dados, que cresceu 68,5% no 1T08 em relação ao 1T07, passando a representar 11,5% da receita bruta de serviços.

 

Nota: Vivo não inclui Telemig

 

A Telemig também parece estar se beneficiando da sua incorporação à Vivo. Em Minas Gerais, ela terminou Abr/08 com uma diferença de apenas 10 mil celulares em relação à líder de mercado Tim.

 

Desafios da Vivo

 

Apesar dos resultados expressivos apresentados pela Vivo no 1T08, é sempre bom lembrar que eles não são uma garantia de sucesso para os demais trimestres do ano. Em 2008, a Vivo enfrentará desafios que podem abalar o seu desempenho como:

  • A entrada da Oi em São Paulo.
  • O início da portabilidade numérica.
  • A corrida pela 3G
  • A entrada da Vivo na área 10 (Nordeste)
  • A migração de seus clientes CDMA para a rede GSM, principalmente aqueles que serão afetados pela desativação do AMPS em Jun/08.

Para enfrentar estes desafios a Vivo tem como trunfo uma marca forte e que vem sendo associada a um serviço de qualidade.

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • A Vivo conseguirá repetir nos outros trimestre de 2008 o desempenho do 1T08?
  • A Vivo vai perder market share em 2008?
  • Como a Vivo reagirá à entrada da Oi em São Paulo?
  • A Vivo terá sucesso no Nordeste?
  • A Vivo (Telemig) irá recuperar a liderança em Minas Gerais?
  • Como a 3G e a portabilidade numérica afetam este quadro?
  • Quem é o principal competidor da Vivo no Brasil?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Jorge Araújo

A VIVO continua a velha doadora universal de market share. A compra da Telemig apenas mascarou os números. A VIVO tem toda a oportunidade de ser uma vencedora, porém é vítima das más decisões estratégicas dos últimos 7 anos. Porque demorou tanto para ir para o GSM, para comprar a Telemig, para entrar no Nordeste?

A estratégia do GSM850/1900 é altamente criticável, embora tenha se tornado o único caminho que restou. Nos próximos meses o elenco de desafios será formidável, mais um resultado pífio poderá desequilibrar a VIVO, mas se acertar fatores críticos, como a percepção e a qualidade do atendimento ao consumidor, poderá sair-se bem.

 

 

Workshop

 

 

Loading

EVENTOS

Mais Eventos

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...