Seção: Comentários Teleco

20/09/2008


A Claro passa a Tim e assume a liderança em adições líquidas em 2008

 

A Claro liderou o crescimento do celular em Ago/08 com adições líquidas muito superiores às demais operadoras.

 

 

Em um mês com uma data comemorativa (Dia dos Pais), Claro e Vivo, que incluem em suas promoções aparelhos a preços mais baixos, mais uma vez levaram a melhor (mais detalhes).

 

As projeções do Teleco indicavam que a Claro ultrapassaria a Tim em Set/08 (mais detalhes), mas a Claro acabou terminando Ago/08 com uma base de celulares maior do que a da Tim.

 

 

Com este resultado a Claro assumiu a 2ª colocação com um market share de 25,092% contra 25,087% da Tim.

Ago/08
(milhares)
Celulares
M Share
Adições Líq 2008
Vivo
41.690
30,12%
4.304
Claro
34.732
25,092%
4.504
Tim
34.726
25,087%
3.459
Oi
21.624
15,62%
4.222
BrT
5.146
3,72%
883

 

Mantidas as tendências atuais, a Claro deve se consolidar nesta segunda colocação nos próximos meses e procurar diminuir a sua distância em relação à Vivo. A diferença entre Vivo e Claro era de 6.952 mil celulares em Ago/08. Tirar esta diferença será uma missão árdua para a Claro. Apesar de estar liderando em adições líquidas no ano com 4,5 milhões de celulares, a Vivo vem em 2º lugar com adições líquidas de 4,3 milhões de celulares em 2008.

 

A Tim, como previsto em comentário do Teleco (mais detalhes), declarou em comunicado distribuído à imprensa, que: "considera a participação de mercado importante, porém sempre priorizou a rentabilidade."

A Oi estaria na liderança em adições líquidas no ano, com 5,1 milhões de celulares, se já tivesse incorporado a BrT. Com um market share de 19,34%, a Oi/BrT, ainda estaria, no entanto, distante da Tim.

 

Esta disputa acabou levando a um crescimento recorde do celular em Ago/08, com adições líquidas de 3.090 mil celulares. No acumulado do ano as adições líquidas já somam 17,4 milhões de celulares, contra 11,0 milhões em igual período de 2007.

 

 

O Brasil terminou Ago/08 com 138,4 milhões de celulares e uma densidade de 72,09 cel/100 hab.

 

As projeções do Teleco indicam que o Brasil deve terminar 2008 com mais de 149 milhões de celulares e de 77 cel/100 hab. É possível, no entanto, que com a entrada em operação da Oi em São Paulo e da Vivo no Nordeste a marca de 150 milhões de celulares seja batida ainda este ano.

 

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • A Tim vai recuperar a 2ª colocação em market share? É esse seu foco?
  • A Claro vai alcançar a Vivo? Quando?
  • O Brasil vai terminar 2008 com mais de 150 milhões de celulares?
  • A oferta de 3G está influenciando a escolha da operadora?
  • A chegada do iPhone influenciará o market share?
  • Como ficará o quadro de market share em Mar/09 com a portabilidade numérica implantada em todo o País?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Jorge Araujo

A TIM passa por um momento diferente das demais operadoras em que procura diversificar sua cesta de produtos e fidelizar seus assinantes, agregando telefonia fixa e banda larga residencial/comercial. Diferentemente de Telefônica, Claro/Embratel e Oi, a TIM não pode contar com a empresa-mãe para realizar investimentos, aquisições e ainda priorizar o market share.

 

Se tiver sucesso estará no bom caminho ao lado da Oi, até agora a única empresa em que há uma integração estratégica dos diversos produtos ofertados, tanto Claro/Embratel quanto Vivo/Telefônica funcionam à base de feudos ou reinos que impedem a otimização das plataformas técnicas e comerciais, com sobreposição e competição predatória entre seus próprios produtos.

 

Para que a TIM reaja fortemente seria necessário que a Telecom Itália resolvesse seus problemas e liberasse sua filial brasileira para retomar a agressividade que manteve até pouco tempo atrás, o que é pouco provável ocorrer no curto prazo. Já a Vivo continua doando market share, agora em doses homeopáticas, mas será que tem feito a limpeza de sua base de assinantes?

 

A entrada da Oi em SP e da Vivo no NE tem tudo para quebrar a linearidade do mercado, dando novas cores à competição e uma nova dinâmica em que a TIM realmente terá dificuldades de acompanhar o salto das novas competidoras nessas regiões – sinto um certo cheiro de BCP no ar...

 

 

Comentário deFernanda

Li em outro artigo que a Claro ja passou a TIM, mas devo alertá-los, a Claro não toma cuidado com os numeros que expõe, se for vermos, e a pior operadora hoje no mercado, no entanto consegue se camuflar, mas isto esta acabando.

 

A Claro fala muito em número de linhas ativas, existe realmente uma demanda muito grande por celulares da operadora, mas friso que são os celulares, um sem número de clientes tem comprado celulares da mesma somente para ter um aparelho bonito, levam a uma assistência, e desbloqueiam, para usar em outra operadora, vejo isto todos os dias, nas outras operadoras acontece, mas em menor escala.

 

Workshop

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...