Seção: Comentários Teleco

 28/06/2009


Densidade de Banda Larga do Brasil está abaixo da média mundial

 

 

O Brasil terminou 2008 com 10 milhões de acessos Banda Larga (fixa) e está entre os 10 países com mais acessos Banda Larga no mundo.

 

 

 

 

Já em termos de densidade de Banda Larga (acessos/ 100 hab.) o Brasil está abaixo da média mundial (UIT), ao contrário do que ocorre com a densidade de telefones fixos e celulares.

 

Nota: não inclui banda larga móvel

 

 

O Brasil é o 67º país em densidade de Banda Larga no Mundo atrás do México (7,1 acessos/100 hab.) e da Argentina (8,0 acessos/100 hab.).

 

O mapa abaixo, que detalha a densidade de cada estado no 1T09, ajuda aentender melhor as causas desta baixa densidade.

 

 

UF
Acessos/
100hab.
Participação no
Total Brasil
DF
15,9
3,8%
SP
9,8
37,6%
SC
8,4
4,8%
PR
7,9
7,9%
RS
7,4
7,5%
RJ
7,2
10,6%
Total
8,9
72,1%

Nota: não inclui banda larga móvel

 

Pode-se dividir o Brasil em duas regiões:

  1. As sete unidades da federação com densidade de 8,9 acessos/100 hab., superior à média mundial, que concentram 72,1% dos acessos Banda Larga do país e representam 45,5% da população.
  2. As demais unidades da federação com densidade de 2,9 acessos/100 hab., inferior à média mundial, que concentram 27,9% dos acessos Banda Larga do país e representam 54,5% da população.

Esta divisão é agravada pela baixa cobertura geográfica com que é oferecida a Banda larga no Brasil.

 

As operadoras de telefonia fixa, utilizando a tecnologia ADSL, são as principais provedoras com 70% dos acessos, seguidas pelas operadoras de TV por Assinatura (26%). Juntas elas respondem por 96% do acessos Banda Larga do país (1T09).

 

O Teleco estima que estas operadoras (telefonia fixa e TV por Assinatura) atendiam em 2008 a cerca de 49% dos municípios brasileiros. O atendimento nos demais municípios é feito por pequenos provedores de Banda Larga que estão presentes em 74,2% dos municípios brasileiros, segundo levantamento feito pelo Teleco em 2008. Note-se que os problemas de cobertura não se limitam à quantidade de municípios: mesmo nos municípios atendidos, a cobertura é restrita às áreas de maior demanda.

 

Nas capitais e cidades maiores existe competição e uma oferta mais ampla de Banda Larga. Por exemplo, as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte concentram juntas 28% dos acessos Banda Larga do país e possuem densidades de 16, 13 e 18 acessos/100 hab. respectivamente. Já em outras cidades desses estados, o serviço muitas vezes é inexistente.

 

Para aumentar a densidade de acessos Banda Larga no Brasil seria necessário:

  • Estimular o investimento em infra-estrutura para ampliar a oferta de Banda Larga para uma quantidade maior de municípios brasileiros. Um ponto positivo nesta direção foi a troca de metas de Postos de Serviço das concessionárias de telefonia fixa, pela expansão do backhaul para municípios não atendidos.
  • Estimular a competição na oferta de banda larga em um maior número de municípios. Mesmo no estado de São Paulo, enquanto a Telefonica atende com o ADSL a 61% dos municípios as operadoras de TV a cabo atendem a apenas 6,4%.

As soluções Wireless (WiMAX, 3G, Wi-Fi, ..) são as opções mais viáveis para expandir a cobertura do atendimento da banda larga e estimular a competição. O Brasil terminou maio de 2009 com 4,3 milhões de acessos móveis via terminais de dados (Anatel). A Figura a seguir apresenta esta evolução para os Estados Unidos.

 

 

Mas, aumentar a cobertura não é o único desafio a ser enfrentado para o crescimento da Banda Larga no Brasil. Em regiões de maior concentração cresce a exigência por velocidades maiores e aumenta a complexidade da rede, o que pode levar a problemas como o enfrentado pela Telefonica em São Paulo. O estado possui cerca de 4 milhões de acessos Banda Larga, quantidade superior à da Argentina (3,2 milhões).

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • Como acelerar o crescimento da Banda Larga no Brasil?
  • Qual o papel da Banda Larga móvel?
  • Iniciativas de cidades digitais, como a da Cidade do Rio de Janeiro, de expandir a cobertura de banda larga a diversos bairros fora da orla marítima deveriam ser seguidas pelas prefeituras brasileiras?
  • Qual o papel reservado para as Lan houses e outras formas de difusão de acesso Banda Larga à Internet para as camadas de menor poder aquisitivo?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
10 de Maio

Internet das Coisas
30 de Maio

Market Update

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Regulamentação

Organizador: Teleco
10 de maio

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
30 de maio

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...