Seção: Comentários Teleco

 04/04/2010


O Grupo da Claro, Embratel e Net foi o que mais cresceu em 2009

 

A receita líquida do Grupo da América Móvil no Brasil (Claro, Embratel e Net) cresceu 8,9% em 2009 diminuindo a distância que a separa da receita do Grupo Telefonica/Vivo, que cresceu 1,1%, e da Oi (-0,2%).

 

 

O Grupo da América Móvil no Brasil foi também o que apresentou a maior margem líquida (Lucro líquido/receita líquida).

 

 

 

Este resultado em 2009 foi fortemente influenciado pela Claro que apresentou lucro líquido de R$ 1,7 bilhões em 2009, graças a utilização de R$ 1,2 bilhões em créditos de imposto de renda e contribuição social diferidos de exercícios anteriores. O grupo da América Móvil no Brasil conseguiu, desta forma, apresentar em 2009 um lucro maior que o de Vivo/Telefonica.

 

 

Já a Oi, apresentou prejuízo devido a gastos não recorrentes de R$ 2,5 bilhões com a provisão de contingência para ações judiciais e com o processo de integração da BrT (mais detalhes).

 

 

Considerando o forte impacto de despesas extraordinárias nos resultados, a margem EBITDA mostra um retrato mais fiel da rentabilidade operacional destes grupos.

 

 

 

De qualquer forma, é impressionante a melhoria apresentada pelo grupo da América Móvil no Brasil nos últimos 5 anos. As três operadoras que compõe o grupo vem apresentando forte crescimento nos últimos anos em receita e colaborado para aumentar a rentabilidade do grupo.

 

Com a a incorporação da Embratel e da Net pela América Móvil, controladora da Claro, a tendência é de ocorrer uma fusão das três empresas no Brasil, formando uma operadora integrada com condições de aumentar a sua competitividade no mercado brasileiro. É bom lembrar que a fusão com a Net ainda depende de questões legais, em particular da aprovação do Projeto de Lei 29.

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • O grupo da América Móvil (Claro, Embratel e Net) irá superar os demais em receita líquida?
  • Qual dos 3 grupos (Telefonica, Oi e Telmex) possui a melhor estratégia para o mercado brasileiro?
  • Como a entrada da Vivendi no mercado afeta este quadro?

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Comentário de Eder Tuler

Uma possibilidade de crescimento dos grupos será após a aprovação do PL29. Após sua aprovação os grupos que hoje não podem ofertar TV a cabo (IPTV) poderão fazer e a Oi, detentora da maior base de assinantes banda larga no Brasil (4.2M), poderá levar vantagens no seu resultado liquído.

 

 

Comentário de Marcello Ribeiro

Na minha opinião, nos grandes centros urbanos onde há concorrência, realmente o grupo mexicano está ARRASANDO! As concessionárias (OI, Telefônica, etc) simplesmente não conseguem concorrer com a Net! Nem a GVT que apesar de aparentar boa intenção não baixa seus preços, alinhados com as concessionárias.

 

Mas ainda é cedo pra falar e enquanto a GVT não se mexe, a Embratel e a Net aproveitam. Eu tenho dois telefones da Net e não pretendo trocar mais. Sosseguei. O preço é ÓTIMO e a qualidade aceitável pelo menos nesse momento. Quanto à CLARO, sinceramente, não consegue nem chegar perto da Vivo. Simplesmente, sua qualidade despencou. Isso prova que um grupo NÃO consegue ser supremo em todos os serviços.

 

E se a Claro não se cuidar, será o patinho feio do grupo esse ano. OU seja, a Vivo é melhor que a Telefonica assim como a Embratel/Net é melhor do que a Claro. Pelo menos no momento. Se a VIVO tivesse sua própria licença fixa sem depender do amém da Telefonica, aí sim teríamos uma grande briga entre super teles.

 

A Tim está tentando, mas vai demorar a surtir efeito pela má reputação adquirida pelo péssimo atendimento.Afinal, somente propagandas não vencem o jogo. Se a Vivo tivesse licença fixa própria e apenas metade da qualidade que apresenta no serviço móvel, viraria uma dor de cabeça para os mexicanos.

 

Vamos aguardar pra ver. Afinal, a Telefonica é concessionária somente em SP e poderia ser autorizada no restante do país através da rede da Vivo. O grupo mexicano só é melhor porque os outros nãos se mexem. É esperar pra ver.

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Lei Geral das Telecomunicações: 20 anos

21 de julho

Organizador: FIESP

Painel Telebrasil 2017

19 e 20 de setembro

Organizador: Telebrasil

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...