Seção: Comentários Teleco

13/01/2011


Qual será a estratégia da Claro em 2011?

 

Em 2010, a Claro Brasil apresentou um crescimento de 16,3% em sua base de celulares, um dos maiores entre as operadoras que compõe a América Móvil, manteve o seu market share de celular e terminou o ano com 51,6 milhões de celulares.

 

 

 

Estes bons resultados estão sendo, no entanto, ameaçados pelo desempenho da TIM, que diminuiu a diferença que a separa da Claro de 3,2 milhões em 2009 para 610 mil celulares em 2010.

 

 

A Claro terá muitas dificuldades para evitar a perda da 2ª posição em market share de celulares do Brasil no 1º trimestre de 2011. O crescimento da TIM ocorre principalmente no pré-pago, segmento onde a Claro tem apresentado baixo crescimento.

 

A TIM superou a Claro em market share de pré-pago em Set/10 e abriu uma vantagem de 2,2 milhões de celulares neste segmento em Dez/10.

 

 

 

A Claro ficou em 4º lugar em adições líquidas de pré-pago em novembro e dezembro de 2010, atrás de TIM, Vivo e Oi.

 

O baixo MOU (minutos de uso por usuário) da Claro no 4T10 (96 minutos) é um indicador de que seus planos estão menos agressivos que os da TIM e da Vivo.

 

No 4T10, a Claro optou por concentrar seus esforços no segmento pós-pago conquistando a liderança em adições líquidas no trimestre, com um share de mais de 50% das adições líquidas.

 

 

 

 

O crescimento no pós-pago não foi suficiente, no entanto, para melhorar o ARPU da operadora. Seu ARPU é o menor do Brasil e caiu de R$ 22 no 4T09 para R$ 19 no 3T10 e R$ 18 no 4T10.

 

A receita líquida da Claro cresceu 2,2% no ano, mas apresentou queda de 0,2% no 4T10, quando comparada a igual período do ano anterior. Este crescimento foi menor que o apresentado pela operadora fixa do mesmo grupo no Brasil (Embratel), que superou a Claro em receita em 2010.

 

 

 

 

O crescimento de 21,7% na receita de dados da Claro em 2010, não foi suficiente para compensar a queda na receita de voz.

 

A Claro tem condições para acelerar o crescimento da sua receita de dados. Ela possui a maior base de aparelhos 3G,com um market share de 46,7% em Dez/10. São 3G, 13,6% dos acessos via aparelhos da Claro. Precisaria, no entanto, crescer também em terminais de dados. Ela é a 3ª em market share neste segmento, com 23,77% em 2010.

 

 

Diante deste cenário a Claro:

  • Deve lançar planos mais agressivos no pré-pago para competir com a TIM e evitar a perda da 2ª colocação em market share?
  • Deve investir em terminais de dados para aumentara a sua receita de dados?
  • Deve aumentar a quantidade de municípios atendidos com 3G?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...