Seção: Comentários Teleco

 31/07/2011


O Desempenho da Telefonica e da Vivo no 2T11

 

 

A Telefonica divulgou pela primeira vez no 2º trimestre de 2011 (2T11) seus resultados após a incorporação da Vivo pela Telesp consolidando suas operações fixas e móveis.

 

A empresa resultante da fusão de suas operações fixas e móveis (Telesp) é a maior do Setor de Telecom no Brasil. Faturou R$ 12,1 bilhões no 2T11 e apresentou um lucro líquido de R$ 1,1 bilhão com margem EBITDA de 37,2%.

 

 

Milhões de R$ 2T11 ∆ 2T11/2T10 (%)
Receita Bruta Total
12.116
7,0%
Receita Líquida
8.231
6,7%
- Receita Liquida Móvel*
4.295
9,8%
- Receita Líquida Fixa *
3.937
3,6%
EBITDA
3.063
9,1%
Margem EBITDA
37,2%
0,8 p.p.
Lucro Líquido
1.149
30,0%

* eliminando receitas comuns entre as operadoras.

 

A receita líquida cresceu 6,7%, na comparação com o 2T10, e a quantidade total de acessos 12,2%. Celular e Banda Larga foram os segmentos responsáveis por este crescimento.

 

 

 

 

O celular respondeu por 52,2% da receita líquida no 2T11, a Telefonia fixa 35,5%, Banda Larga Fixa 20,2% e a TV por Assinatura 2,1%.

 

 

O desempenho da Vivo

 

A Vivo repetiu no 2T11 o bom desempenho dos trimestres anteriores, com e churn de 2,8% e crescimento do ARPU (R$ 25,1) e do MOU (119 minutos).

 

A operadora continua expandindo sua cobertura 3G terminando o trimestre atendendo a 1.448 municípios, valor superior ao da soma das demais operadoras. Ampliou sua liderança em market share de terminais de dados (42,5%) e aumentou seu market share de acessos via aparelhos 3G para (31,2%), segmento liderado pela Claro com 40,1% de market share.

 

A Vivo lidera o crescimento do celular no pós-pago tendo conquistado 47,4% das adições líquidas deste segmento no 2T11.

 

 

 

 

 

 

No segmento pré-pago, no entanto, a Vivo não está conseguindo acompanhar o crescimento de TIM e Claro.

 

 

 

Nota: A Oi apresentou adições líquidas negativas de pré-pago no 2T11.

 

 

Com este resultado o market share de pré-pago da Vivo caiu para 28,0% e a diferença que a separa da TIM neste segmento caiu de 4,1 milhões em 2010 para 2,3 milhões no 2T11. Mantidas as tendências atuais, a Vivo pode ser ultrapassada pela TIM em market share de pré-pago em 2011.

 

Diante deste cenário, a Vivo decidiu reagir e lançou o plano Vivo Sempre com um preço por minuto de R$ 0,05 para chamadas locais e de longa distância entre celulares da Vivo.

 

O desempenho da Fixa

 

A Telefonica continua perdendo acessos telefônicos fixos e crescendo em Banda Larga fixa e TV por Assinatura.

 

 

 


A operadora anunciou em 2011 um plano para oferta de acesso banda larga de alta velocidade (FTTH), mas as adições líquidas de Banda Larga em 2011 estão menores que as de 2010.

 

 

 

A aprovação do PLC 116 no 2º semestre, eliminando as restrições da TV a Cabo, deve ajudar a operadora a crescer em banda larga e TV por Assinatura.

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • A Vivo vai disputar a liderança em adições líquidas no pré-pago com as demais operadoras?
  • A Telefonica vai aumentar suas adições líquidas de banda larga no 2º semestre?

  • A Telefonica vai atuar em banda larga fixa fora do estado de São Paulo?
  • A Embratel e a Claro serão integradas, a exemplo do que fizeram Telefonica e Vivo?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update

04 de Abril

Regulamentação de Telecom

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Teleco Market Update 2016

Organizador: Teleco
4 de abril

IoT BRASIL SUMMIT 2017

Organizador: Telesemana/Teleco
5 de abril

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...