Seção: Comentários Teleco

 07/08/2011


O Desempenho da TIM no 2T11

 

A TIM colheu no 2º Trimestre de 2011 os frutos de sua estratégia de crescimento em voz móvel.

 

A operadora liderou o crescimento do celular no trimestre com adições líquidas de 2,7 milhões de celulares (39,1% do total do mercado) e alcançou o market share da 2ª colocada Claro (25,55%), diminuindo a diferença que a separa desta operadora para 9,5 mil celulares.

 

Ao igualar, com o plano Infinity, o preço das chamadas locais às de longa distância, a TIM conseguiu aumentar a sua base de clientes e assumir a liderança em minutos tarifados de Longa Distância Nacional (LDN).

 

Fonte: Anatel.

 

A receita de longa distância da TIM (41) cresceu 38,7% no 2T11, quando comparada ao do 2T10, e a de voz móvel 15,4%.

 

 

 

A operadora conseguiu ainda um crescimento expressivo na receita de dados móvel (33,5%), na venda de aparelhos (92,8%) e na sua operação fixa (Intelig e TIM Fixo)(23,3%)

 

O crescimento da receita de aparelhos veio com o fim do subsídio na venda de aparelhos. A TIM negociou com fornecedores promoções exclusivas, principalmente para smartphones (54% dos aparelhos vendidos no 2T11). No final do trimestre os Smartphones representavam 15% da base de celulares da TIM.

 

Já o crescimento da receita de dados móvel foi impulsionado pelas promoções para o mercado pré-pago, tanto no SMS quanto no acesso à Internet por R$ 0,50 por dia. A base do Infinity Web (Pré-pago) cresceu de 300 mil usuários únicos por dia em Ago/10 para 1,8 milhões em Jun/11.

 

Como resultado a receita bruta da TIM Brasil cresceu 24,4% (2T11/2T10) e a receita líquida 19,5%, atingindo os objetivos estabelecidos pela Telecom Italia no início de 2010: apostar na TIM Brasil como alavanca para crescimento de sua receita, compensando as perdas na Itália.

 

A receita da Telecom Itália na Itália apresentou crescimento negativo (-7,0%) neste período (2T11/2T10). O crescimento da Fixa foi de -5,6% e o da Móvel -9,2%.

 

Para repetir este crescimento nos próximos 12 meses a TIM vai precisar continuar inovando. O plano Infinity lhe deu a liderança no crescimento de voz móvel, mas as outras operadoras já estão oferecendo promoções com preços próximos tanto para o local como a longa distância. A TIM vai precisar acelerar o crescimento da receita de dados, que no 2T11 representava 14,6% da receita bruta de serviços móveis.

 

 

 

 

Com a compra da AES Atimus, que possui uma extensa rede de fibra óptica nas regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro, a TIM pretende melhorar a qualidade de sua banda larga móvel (3G) conectando suas ERBs com fibra e lançar em 2012 uma oferta de banda larga fixa residencial com velocidades superiores a 10 Mbps.

 

Os desafios para a TIM são grandes, mas a inovação tem sido sua arma para continuar crescendo no mercado brasileiro.

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • A TIM vai liderar o crescimento do celular no Brasil em 2011?
  • A TIM vai conseguir um crescimento de dois dígitos para a sua receita nos próximos 12 meses?

  • A TIM está preparada para enfrentar os Grupos da América Móvil, Oi e Telefonica que estão integrando suas operações fixas e móveis?
  • A Tim vai superar a Claro em market share? Quando?

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Painel Telebrasil 2017

19 e 20 de setembro

Organizador: Telebrasil

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...