Seção: Comentários Teleco

08/10/2011


Banda larga de alta velocidade é o gargalo do "Combo dos Sonhos"

 

 

 

 

 

As operadoras do Grupo América Móvil (Embratel, Net e Claro) lançaram um pacote 5-play (Combo Multi) que inclui:

  1. TV por assinatura em alta definição e vídeos sob demanda.
  2. Banda larga fixa (10 Mbps), wi-fi residencial e em locais públicos.
  3. Internet 3G (com modem e por smartphone).
  4. Telefone fixo Embratel com chamadas ilimitadas para outros fixos de qualquer operadora.
  5. Telefone Celular pós-pago.

A oferta representa o "Combo dos Sonhos" de consumo de serviços de telecom e como tal está acessível a uma parcela restrita da população, não só pelo preço, mas pela disponibilidade do serviço.

 

O preço do Combo

 

O preço inicial do Combo da América Móvil ( R$ 399,90 por mês) não inclui os canais fechados. Para ter acesso ao pacote inicial de TV por assinatura no Combo Multi2 (77 canais em SD – Standard Definition + 19 canais em HD – High Definition), o cliente terá que desembolsar R$ 499,90 por mês.

 

Ou seja, tipicamente o cliente atual de HD + Banda Larga de 5 Mbps desembolsará algo como R$ 200,00 a mais por mês para adicionar os serviços: banda larga móvel de 2GB + modem 3g, NET Fone com uso ilimitado para fixos de todo o Brasil + 100 minutos para celulares Claro em todo o Brasil, WiFi ilimitada em hot spots do Grupo, 2 linhas celulares + 1 Smartphone + 100 minutos para NET Fone + 100 minutos locais para móvel ou fixo + 100 torpedos + 200 MB de dados no celular.

 

O exemplo mostra que a dquirir um Combo é em geral vantajoso. Além de ter um preço menor que o que seria gasto comprando os serviços individualmente, facilita a utilização integrada dos serviços. Esta oferta "Top" será certamente desdobrada em combos com preços menores que permitirão aos usuários balancear o seu "sonho de consumo" com quanto ele pretende gastar com serviços de Telecom.

 

Em Jun/11, existiam no Brasil 43 milhões de telefones fixos, 39 milhões de celulares pós-pagos, 28 milhões de acessos com celulares ou terminais de dados 3G, 15 milhões de acessos de banda larga fixa e 12 milhões de TV por Assinatura.

 

 

 

Parte destes 12 milhões de assinantes de TV por Assinatura, possui também os outros 4 serviços e seriam candidatos potenciais a adquirir a um combo com estes serviços.

 

Banda Larga de alta velocidade é o gargalo

 

Não basta querer adquirir estes 5 serviços (em combo ou não). É preciso que eles estejam disponíveis na residência do usuário.

 

A telefonia fixa, o celular e a TV por assinatura via satélite estão disponíveis em todos os domicílios e a banda larga 3G em mais de 1.500 municípios (75,4% da população).

 

A grande dificuldade para atender o "sonho de consumo de telecom" representado pelo Combo da América Móvil é a capacidade de oferecer a banda larga fixa de alta velocidade (10 Mbps).

 

A América Móvil, por exemplo, só poderia atender hoje um usuário com seu combo nos domicílios cabeados pela Net. Eram 10,8 milhões em 2009 (18% do total Brasil). Esta quantidade cresce se considerarmos os 256 municípios cabeados recentemente pela Embratel.

 

 

Telefônica e Oi enfrentam dificuldades semelhantes, mesmo em suas áreas de concessão de telefonia fixa, São Paulo e resto do Brasil respectivamente. Apesar de terem uma rede de telefonia fixa que atende a praticamente 100% dos domicílios urbanos, apenas em parte deles a rede tem capacidade de oferecer banda larga fixa (ADSL) e mesmo assim com velocidades, muitas vezes, abaixo de 2 Mbps.

 

A oferta de banda larga fixa de alta velocidade (10 Mbps) exige investimentos na rede de acesso com a implantação de soluções baseadas em fibra como o FTTH que a Telefonica está implantando e que estará disponível até o final de 2011 em 1 milhão de domicílios. É bom lembrar que a velocidade dos "sonhos" daqui a 3 anos vai ser maior que os 10 Mbps de hoje.

 

A TIM pretende oferecer banda larga fixa nas regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro utilizando a rede da AES Atimus adquirida este ano.

 

Já na GVT, onde 69% dos clientes têm velocidade maior ou igual a 10 Mbps (5 Mbps é a mínima) a dificuldade para oferecer um combo com todos os serviços está na parte móvel (Celular e Internet 3G), que só poderia ser oferecida hoje em parceria com outras operadoras.

 

 

A liberalização da TV a cabo é mais importante para a banda larga fixa que para a TV por Assinatura

 

Ou seja, a liberalização de licenças de TV a cabo será mais importante para ampliar a oferta de banda larga de alta velocidade do que a de TV por assinatura. A possibilidade de ter uma fonte adicional de receita com TV irá ajudar a aumentar os investimentos em redes de banda larga de alta velocidade.

 

A demanda de TV por assinatura no Brasil, mesmo a de alta definição, está sendo atendida pelo DTH (Satélite), que ultrapassou em 2011 a TV a Cabo em quantidade de acessos.

 

 

 

 

 

A TV a cabo está disponível hoje em 258 municípios brasileiros (4,6% do total) e mesmo nos municípios onde está presente não atende a maior parte dos domicílios, mesmo em se tratando de condomínios de alta renda.

 

 

 

 

 

O crescimento do DTH está provocando mudanças no market share de TV por Assinatura com o crescimento da SKY, Embratel e Telefônica. A Net tem 79,5% de market share das operadoras de TV por Assinatura e MMDS.

 

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • A Banda larga Fixa Wireless pode ser uma alternativa para aumentar a oferta de banda larga de alta velocidade no Brasil?
  • Qual Grupo está mais bem preparado para oferecer o Combo "sonho de consumo de serviços de telecom" aos brasileiros?
  • Os preços atuais acompanham “o sonho de consumo” dos Brasileiros?
  • Quando a capilaridade dos serviços realizará o “sonho” da maioria?

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...