Seção: Comentários Teleco

12/02/12


América Móvil em 2011: México x Brasil

 

 

A América Móvil é o principal Grupo de Telecom da América Latina, sendo o México e o Brasil suas principais operações.

 

 

 

Nos serviços fixos, a Telmex é a operadora histórica no México, equivalente às concessionárias de telefonia fixa no Brasil, com a liderança em market share de telefones fixos e banda larga fixa.

 

Já no Brasil, a Embratel e a Net são as operadoras que competem com as concessionárias na telefonia fixa local e na banda larga fixa. A Embratel/Net é a líder em TV por assinatura no Brasil com 54,9% dos acessos, a 2ª em banda larga fixa e a 3ª em telefones fixos.

 

Nos serviços móveis, a América Móvil terminou 2011 com um total de 242 milhões de celulares, sendo 222 milhões de celulares da América Latina e 20 milhões de seu MVNO nos Estados Unidos.

 

México e Brasil são as principais operações móveis da América Móvil com 52,1% dos seus celulares.

 

 

 

 

No 4T11 a América Móvil promoveu uma limpeza de base em suas operações, o que levou a adições líquidas negativas no trimestre de 2,3 milhões no México, 2,4 milhões na Colômbia e 152 mil no Equador.

 

A Claro no Brasil também passou por uma limpeza de base que fez com que a operadora apresentasse adições líquidas menores que as de Vivo e TIM. Mesmo assim, a Claro Brasil foi a operação da América Móvil que apresentou maior crescimento no ano (16,9%) e no 4T11 (5,0%).

 

A Tabela a seguir apresenta uma comparação dos principais indicadores operacionais da Telcel México e da Claro Brasil.

 

 

4T11
Telcel México
Claro Brasil
Celulares (milhões)
65,7
60,4
market share
68%
25%
Pré-pago
88,6%
79,0%
ARPU (US$)
12,7
9,0
MOU (minutos)
235
109
Churn mensal
5,6%
4,1%

 

 

A Telcel é a principal operadora do México com 68% de market share. Esta posição lhe garante um ARPU maior que o da Claro Brasil, mesmo possuindo uma participação mais alta de pré-pago em sua base. Já a Claro Brasil, enfrenta um mercado mais competitivo, ocupando a 3ª colocação em market share.

 

A comparação entre as duas operadoras mostra ainda que o MOU da Claro Brasil (109 minutos) é menos que a metade do MOU da Telcel (235 minutos).

 

Embora não divulgue detalhes por país de sua receita de dados a América Móvil afirma que dados representa 26,6% de sua receita líquida de serviços móveis. A operadora pretende sair na frente na implantação do LTE na América Latina.

 

A operação brasileira da América Móvil está crescendo fortemente e se aproximando da operação mexicana em quantidade de acessos. As operações brasileiras apresentam, no entanto, uma margem EBITDA inferior à média da América Móvil. Este é um dos motivadores para a América Móvil promover a fusão das estruturas operacionais de Claro, Embratel e Net no Brasil.

 

 

 

 

 

 

Diante deste quadro pergunta-se:

 

  • A operação da América Móvil no Brasil vai ultrapassar o México em quantidade de acessos?
  • Como América Móvil pode melhorar a rentabilidade de sua operação no Brasil?

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Workshop Celular Market Update

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
27 de junho

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...