Seção: Comentários Teleco

05/05/2012


O que muda na TIM com a saída de seu presidente?

 

 

A TIM enviou comunicado ao Bovespa informando que:

"na noite de 4 de maio de 2012, o Sr. Luca Luciani se desligou da Companhia e apresentou suas renúncias a todos os cargos por ele exercidos nas empresas do Grupo Telecom Itália."

Luca assumiu a presidência da TIM em Jan/09, após a operadora ter perdido a 2ª colocação em market share de celulares em 2008 (mais detalhes). Realizou em Fev/09 uma limpeza de base que fez com que a operadora apresentasse adições líquidas negativas de 823 mil celulares naquele mês (mais detalhes),

 

Estabeleceu um plano baseado em crescimento no mercado de voz que levou a TIM a recuperar a 2ª colocação em market share de celular e aumentar o seu market share de 23,5% no 1T09 para 26,8% dois anos depois.

 

 

 

 

 

 

O plano Infinity com chamadas locais e nacionais entre celulares TIM ao custo de R$ 0,25 foi a grande inovação da TIM e que lhe garantiu a liderança em adições líquidas de celulares neste período.

 

 

 

 

 

O plano Infinity inovou na forma simples de cobrar pelo serviço e levou a um crescimento dos minutos de uso mensais (MOU) dos consumidores de celular no Brasil, tanto na TIM como nas outras operadoras que adotaram planos semelhantes.

 

 

 

 

 

 

O plano Infinity provocou também uma transformação em outro mercado no Brasil: o de longa distância. A TIM assumiu a liderança em Dez/11 com um market share de 46,5% dos minutos de longa distância nacional.

 

 

 

 

 

 

 

A aquisição da Intelig deu a TIM uma rede de transmissão com abrangência nacional que possibilitou o lançamento do plano Infinity. A TIM pretende continuar inovando com a aquisição da AES Atimus e lançar a TIM Fiber que irá oferecer banda larga fixa de alta velocidade nas regiões metropolitanas do Rio e São Paulo.

 

Este crescimento não aconteceu apenas nos acessos e no tráfego, mas também na receita e nos resultados da TIM.

 

Em 2008 a Telecom Italia enfrentava problemas de crescimento na Italia e fez um plano estratégico no qual cabia a TIM Brasil a responsabilidade pelo crescimento da receita do Grupo (mais detalhes). O plano previa um crescimento médio até 2011 de 8% ao ano. A receita líquida da TIM cresceu em média 9,1% no período, sendo 18% em 2011.

 

 

 

 

 

 

Independente das razões que levaram ao seu desligamento é importante reconhecer o trabalho profissional de alta qualidade realizado por Luca Luciani na presidência da TIM Brasil. Estabeleceu e executou com sucesso um plano estratégico que levou a empresa à retomada do crescimento e conquista da vice-liderança em market share de celulares no Brasil.

 

A troca de presidente gera uma expectativa em relação ao seu impacto no desempenho futuro da TIM. O que se espera é que o próximo presidente e a equipe da TIM deem continuidade a trajetória de inovação e sucesso que tem sido características da empresa nos últimos anos.


 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • O que muda na TIM com a saída de seu presidente?
  • A troca de presidente pode afetar o desempenho da operadora nos próximos meses?
  • Como agirão os concorrentes nesse momento de mudança?

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Painel Telebrasil 2017

19 e 20 de setembro

Organizador: Telebrasil

A Jornada NFV e outras Inovações de monetização em infraestrutura Telco-Cloud

21 de setembro

Organizador: Telesemana/Teleco

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...