Seção: Comentários Teleco

21/07/2012


No Brasil a Telefônica é Móvel e a América Móvil Fixa

 

A Telefônica e a América Móvil são os maiores Grupos de Telecom da América Latina, onde travam uma dura batalha pela liderança na região.

 

 

2T12 (US$ Bilhões)
Telefônica
América Móvil
Valor de mercado
52
104
Dívida
74
26
Receita
19,6
14,0
Margem EBITDA
34,6%
34,1%
Lucro líquido
1,7
1,0
Investimentos
2,5
3,9

PUBLICIDADE

 

O valor de mercado do Grupo Telefônica (US$ 50 bilhões) é a metade do valor da América Móvil (US$ 104 bilhões) função do seu maior endividamento (US$ 74 bilhões). Os dois Grupos apresentaram margem EBITDA semelhantes no 2T12.

 

O Grupo Telefônica possui uma receita global maior (US$ 19,6 bilhões no 2T12), mas perde para a América Móvil quando se considera só a América Latina.

 

 

 

 

No Brasil a Telefônica/Vivo supera a Claro/Embratel/Net em receita, graças ao segmento móvel que representou 62,2% de sua receita no 2T12.

 

 

Nota: Receita da América Móvil sem eliminação de receitas comuns.

 

Já no Grupo América Móvil ocorre o contrário: 39,8% da receita veio da Claro e 60,2% vem da Embratel/Net. O Brasil representa um caso atípico no perfil da receita do Grupo América Móvil, onde 61% da receita é móvel, inclusive no México.

 

A Vivo é a líder em market share de celular no Brasil (29,6%) e tem investido para aumentar a sua receita de dados que representou 27,2% da sua receita de serviços no 2T12.

 

A Claro é a terceira colocada em market share e, após uma fase de baixo crescimento, voltou a crescer mais fortemente no pré-pago neste trimeste. Continua, no entanto apresentando baixo crescimento no pós-pago, segmento em que a Vivo é líder. O ARPU da Claro (R$ 16,0) é o menor entre as operadoras de celular.

 

Ambas operadoras tem sentido o impacto da competitividade do mercado brasileiro e apresentaram um alto churn no 2T12: 3,8% e 3,9% respectivamente.

 

4G pode ser uma oportunidade para a Claro virar o jogo no Brasil, recuperando a segunda colocação em market share que perdeu para a TIM em 2011 e passando a ameaçar a liderança da Vivo. Vivo e Claro foram as operadoras que mais investiram no leilão de frequências de 2,5 GHz promovido pela Anatel.

 

A Vivo atende com 3G a uma quantidade muito maior de municípios (2.831) que a Claro (929). A Claro lidera, no entanto, em quantidade de acessos de banda larga móvel com 19,0 milhões contra 17,5 da Vivo

 

No fixo, a Embratel/Net é a líder em TV por Assinatura com um market share de 53,8% e é a segunda colocada em market share de banda larga fixa, atrás apenas da Oi. Dificilmente será superada pela Telefônica/Vivo neste segmento por ter uma atuação mais concentrada no estado de São Paulo.

 

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • Até quando a receita do fixo será maior que a do móvel no Grupo América Móvil no Brasil?
  • Qual dos Grupos está em melhores condições para investir no Brasil?
  • Qual dos dois Grupos será o mais forte daqui a 10 anos?

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Workshop Telecom Market Update

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Painel Telebrasil 2017

19 e 20 de setembro

Organizador: Telebrasil

A Jornada NFV e outras Inovações de monetização em infraestrutura Telco-Cloud

21 de setembro

Organizador: Telesemana/Teleco

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...