Seção: Comentários Teleco

06/10/2012


Novo recorde de investimentos em Telecom no Brasil em 2012

O Capex Brasil pode ultrapassar em 2012 o recorde histórico de R$ 24,5 bilhões de 2001, quando as concessionárias de telefonia fixa anteciparam investimentos para poder iniciar a oferta de novos serviços.

 

Nestes valores não estão incluídos investimentos na aquisição de frequências, licenças para exploração do serviço ou aquisição de outras empresas. Trata-se apenas de “Dispêndios de Capital” (Capital Expenditures - Capex).

 

O Capex do 1º semestre de 2012 (1S12) somou R$ 10,3 bilhões, com crescimento de 24,2 % em relação ao 1S11 e, se os investimentos anunciados pelas operadoras se confirmarem, o Capex Brasil de 2012 deve totalizar R$ 25,7 bilhões.

PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

As empresas costumam utilizar indicadores de Capex como proporção de sua receita líquida ou do seu EBITDA como um dos parâmetros para determinar o nível anual de seus investimentos.

 

Os principais grupos de Telecom do Brasil tem mantido o Capex entre 15% e 25% de sua receita líquida.

 

 

 

 

Na GVT, que se está expandindo fortemente sua rede, o Capex como proporção da receita líquida tem sido superior a 50% nos últimos anos.

 

O Capex como proporção da Receita líquida do Brasil no período de 2008 ao 1º Semestre de 2012 foi em média superior ao de grandes operadoras como AT&T, Verizon, Vodafone e France Telecom.

 

 

 

 

 

O Capex/Rec. líquida do Grupo América Móvil Brasil (Claro, Embratel e Net) foi superior ao do Grupo América Móvil como um todo nos últimos dois anos.

 

 

 

 

 

Na Telefônica/Vivo o Capex/Rec. Líquida tem acompanhado o do Grupo Telefonica no mundo.

 

 

 

 

O mesmo ocorre na comparação entre TIM Brasil e a Telecom Itália.

 

 

 

 

Resultados semelhantes são obtidos quando se analisa o Capex como proporção do EBITDA do Brasil.

 

 

 

 

As operadoras de Telecom do Brasil estão mantendo um nível alto de investimentos e que deve ser superior a R$ 20 bilhões por ano nos próximos anos. O Capex como proporção da receita líquida e do EBITDA está um pouco acima da média internacional, o que indica pouco espaço para uma elevação substancial deste nível de investimentos mantidas as condições atuais. Note-se que no Capex não estão incluídos os investimentos com aquisições de frequências, como os R$ 2,9 bilhões do leilão de 4G realizado este ano.

 

Por outro lado, o Brasil enfrenta o desafio de implantar uma banda larga alta velocidade que exige investimentos em redes de acesso de fibra e tecnologias móveis como o 4G.

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • Como aumentar os investimentos em telecomunicações no Brasil?
  • A redução da carga tributária pode contribuir para aumentar os investimentos?
  • Há espaço no Brasil para novas operadoras de grande porte?

 

Este comentário baseia-se nos Relatório Capex Brasil 2012 que acompanha os investimentos das operadoras de Telecom no Brasil.

 

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Workshop Telecom Market Update

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Regulamentação
10 de Maio

Internet das Coisas
30 de Maio

Market Update

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Regulamentação

Organizador: Teleco
10 de maio

Workshop de Internet das Coisas

Organizador: Teleco
30 de maio

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...