Seção: Comentários Teleco

26/10/2013


O pré-pago também está crescendo menos nos outros países da América Latina?

 

O crescimento do pré-pago perdeu força no Brasil a partir 2º trimestre de 2012 (2T12), enquanto o pós-pago manteve o seu ritmo de crescimento.

 

No período de 12 meses terminado em Jun/13 o pré-pago cresceu 1,2% no Brasil e o pós-pago 16,9%. Com este resultado, a participação do pré-pago no total de celulares do Brasil caiu de 81,7% no 2T12 para 79,4% no 2T13.

 

Mas isto está acontecendo apenas no Brasil? Ou é uma tendência encontrada em outros países da América Latina?

 

PUBLICIDADE

 

 

Neste período, a participação do pré-pago no total de celulares da América Latina também caiu, embora de forma menos acentuada que no Brasil: De 81,8% no 2T12 para 80,2% no 2T13.

 

Entre os sete países que somam 82% dos celulares da América Latina, apenas Peru e Argentina não apresentaram redução na participação do pré-pago no total de celulares em 2013.

 

 

Apenas no Chile, o pré-pago cresceu mais que o pós-pago nos últimos 12 meses.

 

Nota: 2T13 em relação ao 2T12, exceto para Colômbia e Venezuela (1T13/1T12).

 

Na Argentina o crescimento do pré-pago foi próximo do pós-pago. Nos demais países as diferenças foram maiores.

 

A figura a seguir, que mostra a participação do pré-pago no total de celulares no país em função da quantidade de celulares por 100 habitantes (densidade), pode ajudar a entender o ajuste que está ocorrendo no pré-pago no Brasil e em outros países da América Latina.

 

Nota: 2T13, exceto para Colômbia e Venezuela (1T13).

 

 

O Brasil está com uma densidade próxima de Chile e Argentina, mas ainda tem uma participação do pré-pago de 79% encontrada nos países com densidade próximas de 100 cel/100 hab.

 

A tendência parece ser de uma queda na participação do pré-pago no Brasil para um valor próximo ao da Argentina (73%) ou do Chile (71%), antes que o pré-pago volte a crescer a taxas próximas do pós-pago, como acontece nestes dois países.

 

 

Diante deste quadro pergunta-se:

  • Por que o pré-pago está crescendo menos que o pós-pago no Brasil e em outros países da América Latina?
  • Esta queda na participação do pré-pago irá se estabilizar? Quando? Em que patamar?
  • Que operadoras estão se beneficiando deste processo?
  • O que tem a atraído os clientes para migrarem para o pós-pago?

 

Estas e outras questão serão objeto de discussão da Workshop América Latina do Teleco.

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

 

Workshop

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Internet das Coisas
27 de Junho

Market Update

Regulamentação

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Mais Eventos




LIVROS

 

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...