Seção: Comentários Teleco

15/02/2013


O desempenho da TIM em 2013 e os desafios para 2014

 

O celular no Brasil entrou em um novo estágio em 2013 caracterizado pela maturidade do mercado que, com uma densidade superior a 130 cel/100 hab., passou a apresentar baixo crescimento no pré-pago.

 

A TIM apresentou um bom desempenho neste novo cenário, aumentando suas adições líquidas no pós-pago e crescendo no pré-pago (2,5%) mais que a média do mercado (0,3%).

 

PUBLICIDADE

 

 

 

Em 2013, a TIM ganhou market share no total de celulares e no pré-pago.

 

TIM em 2013
Milhões
Total
Cresc
Mshare
Delta
Celular
73,4
4,3%
27,1%
0,2%
Pré-pago
61,1
2,5%
28,9%
0,6%
Pós-Pago
12,3
14,6%
20,6%
-0,4%

 

Mesmo no pós-pago, segmento em que perdeu market share, a TIM foi a 2ª em adições líquidas, atrás apenas da Vivo.

 

A TIM apresentou também estabilidade nos principais indicadores operacionais durante o ano. O aumento do churn no 4T13, devido possivelmente ao desligamento de pré-pagos inativos, contribuiu para a melhoria do ARPU no trimestre.

 

-
1T12
2T12
3T12
4T12
1T13
2T13
3T13
4T13
ARPU (R$)
19,1
18,3
18,9
19,9
18,5
18,1
18,6
19,2
Minutos de uso (MOU)
126
127
139
150
144
148
150
149
Churn mensal
3,51%
4,03%
3,97%
4,33%
3,97%
4,10%
4,37%
4,53%

 

 

Em 2013, a receita líquida da TIM cresceu 6,2% no ano, a margem EBITDA se manteve estável em 26,1% (26,7% em 2012) e o lucro líquido de R$ 1,5 bilhões foi 3,9% maior do que o de 2012.

 

 

Desafios para 2014

 

O grande desafio, neste novo estágio de maturidade do mercado de celular no Brasil, é manter o crescimento da receita de serviços.

 

 

Com o baixo crescimento da base de celulares e da receita de voz, impactada pela concorrência e pela queda na VU-M (interconexão), crescer a receita de dados passa a ser o grande desafio da operadora.

 

Apesar da receita bruta de dados da TIM ter crescido 21,5% em 2013, ela ainda representava apenas 23,2% de sua receita de serviços no 4T13. A TIM espera que esta participação seja superior a 40% em 2016.

 

 

 

Para crescer em dados a TIM aumentou a venda de Smartphones/webphone, tendo vendido 12,5 milhões de aparelhos em 2013, 22% a mais que em 2012.

 

Mas, a maior parte da base da TIM ainda utiliza aparelhos GSM. Em 2013, apenas 32,9% dos celulares da TIM eram 3G (sem considerar terminais de dados).

 

 

 

 

A TIM ainda tem também pouca presença no mercado de terminais de dados.

 

Terminais de Dados da TIM em 2013
Milhares
Total
Cresc
Mshare
Delta
Terminais BL 663 -19,0% 9,42% -2,78%
M2M 1.167 -5,4% 14,07% -4,16%

 

 

Em 4G a TIM tem tido mais sucesso, tendo terminado 2013 com 405 mil celulares 4G e 30,9% de market share, atrás apenas da Vivo.

 

O crescimento da receita da dados está associado a investimentos na rede, de modo a suportar o aumento explosivo do tráfego.

 

Os investimentos (Capex) da TIM totalizaram R$3,87 bilhões em 2013, com crescimento de 2,8% em relação a 2012. A TIM está investindo na melhoria de seu Backbone/Backhaul com projetos como o FTTS (Fiber-To-The-Site).

 

Finalmente, a TIM tem o desafio de voltar a crescer em serviços fixos que apresentou uma queda de 27,1% em sua receita em 2013. A aposta da operadora neste segmento é a TIM Fiber que terminou 2013 com 60 mil acessos banda larga fixa de alta velocidade.

 

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • Qual será o crescimento da receita da TIM em 2014?
  • Como a operadora pode acelerar o crescimento da sua receita de dados?
  • Uma possível reestrutração societária da Telecom Itália pode afetar o desempenho da operadora?

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading

EVENTOS

Mais Eventos

 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...