Seção: Comentários Teleco

19/04/2014


A rentabilidade das operadoras de Telecom no Brasil em 2013

A margem EBITDA média das operadoras de Telecom no Brasil, que vinha se mantendo em cerca de 30% nos últimos anos (mais detalhes), apresentou queda em 2013, igualando-se ao nível de 2005.

PUBLICIDADE

 

 

A margem EBITDA é a relação entre o EBITDA e a receita líquida. O EBITDA é obtido subtraindo-se os custos e despesas operacionais da receita líquida. Ele representa a geração de caixa da empresa antes de se considerar receitas/despesas financeiras, imposto de renda e contribuição social. Não considera também depreciação, amortização e equivalência patrimonial.

 

A queda ocorreu nas principais operadoras, exceto na Oi que foi beneficiada com uma receita extraordinária proveniente da venda da sua operação de cabo submarino internacional (Globenet).

 

 

 

 

%
2009
2010
2011
2012
2013
GVT
38,6%
41,4%
41,6%
43,1%
41,4%
Telefônica/Vivo
34,3%
35,9%
36,3%
37,4%
30,5%
Oi
32,6%
34,9%
31,4%
31,5%
33,7%
TIM
25,8%
29,1%
27,3%
26,7%
26,1%
América Movil BR
27,2%
29,3%
25,5%
24,1%
23,7%

 

 

Esta queda ocorreu também nas controladoras das principais operadoras brasileiras.

 

 

 

 

 

%
2009
2010
2011
2012
2013
Telecom Itália
41,3%
41,9%
41,6%
40,9%
40,8%
Telefônica
39,8%
42,4%
31,6%
34,0%
33,4%
A Movil
41,2%
40,7%
35,5%
34,2%
32,5%
Vivendi
19,9%
19,8%
20,3%
14,0%
11,0%

 

 

A queda da rentabilidade pode ser observada também quando se considera a relação entre lucro líquido e receita líquida destas empresas, entre as quais, apenas o Grupo Telefônica Internacional apresentou melhora neste indicador em 2013.

 

 

 

 

Esta queda de rentabilidade no Brasil pode estar associada ao processo de transição por que passam estas operadoras com a queda nas receitas de voz e crescimento das receitas de banda larga. Esta transição exige pesados investimentos na construção de uma nova infraestrutura de banda larga fixa e móvel de alta velocidade.

 

Nos países onde esta transição está mais adiantada, operadoras como a AT&T e Verizon dos Estados Unidos e a KT da Coréia apresentaram uma melhora nas margens EBITDA em 2013, após queda em 2012 (com exceção da Verizon que após queda em 2009 vem conseguindo aumentar sua rentabilidade).

 

 

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • Qual a causa da queda de rentabilidade observada em 2013?
  • Como se compara a rentabilidade das operadoras brasileiras com outras do mundo?
  • As margens atuais são suficientes para manter as operações saudáveis?
  • A margem EBITDA das operadoras de telecom do Brasil vai crescer em 2014?

 

 

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update

04 de Abril

Regulamentação de Telecom

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Teleco Market Update 2016

Organizador: Teleco
4 de abril

IoT BRASIL SUMMIT 2017

Organizador: Telesemana/Teleco
5 de abril

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...