Seção: Comentários Teleco

21/06/2014


Vivo e TIM foram responsáveis por 67% das adições líquidas de Mai/14

 

 

A Vivo liderou o crescimento do celular em maio, mês em que o Brasil apresentou adições líquidas de 1,85 milhões de celulares, maior valor para um mês desde maio de 2012 (mais detalhes).

 

Vivo e TIM foram responsáveis por 67% das adições líquidas do mês, mas Nextel, Oi e Claro também contribuíram com adições líquidas maiores em maio.

PUBLICIDADE

 

 

 

Pós-pago

 

As cinco operadoras tiveram crescimento nas adições líquidas de pós-pago, mas o crescimento mais significativo ocorreu na Vivo e na Oi.

 

 

 

Pré-pago

 

No pré-pago, a TIM, líder em adições líquidas no acumulado dos cinco primeiros meses do ano (1,1 milhões) parece ter compensado as adições líquidas negativas do mês de abril.

 

 

 

 

Já a Oi, segunda colocada em adições líquidas de pré-pago acumuladas nos cinco primeiros meses do ano (422 mil) apresentou adições líquidas em linha com as dos meses anteriores.

 

Vivo e Claro, no entanto, que acumularam adições líquidas de pré-pago negativas nos primeiros meses do ano, apresentaram adições líquidas de pré-pago significativas em maio.

 

 

 

 

Ou seja, se Vivo e Claro voltarem a apresentar adições líquidas de pré-pago positivas em junho, será possível vislumbrar uma tendência de retomada do crescimento do pré-pago no Brasil.

 

Adições líquidas acumuladas no ano

 

A Vivo está liderando o crescimento do celular em 2014 com adições líquidas de 1,9 milhões de celulares no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, graças ao seu desempenho no pós-pago.

 

 

 

Já a segunda colocada TIM, lidera em adições líquidas de pré-pago e apresentou adições líquidas negativas no pós-pago neste período.

 

Oi e Nextel vêm em seguida com adições líquidas de 0,6 milhões no acumulado do ano. Claro vem apresentando baixo crescimento no ano devido às adições líquidas negativas de pré-pago.

 

 

Diante deste cenário pergunta-se:

  • O mês de maio representou um ponto de inflexão nas tendências de crescimento do celular no Brasil?
  • Ou trata-se de uma flutuação nas adições líquidas, compensando em parte o baixo crescimento apresentado em abril, e as adições líquidas irão voltar a cair em junho?
  • Como as frequentes limpezas de base influenciaram este resultado?
  • Qual será o efeito da Copa no crescimento do celular em junho?

 

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

 

Loading
CONSULTORIA TELECO

Inteligência em Telecom

Estudos e Base de Dados

Relatórios

Celular Brasil 2016

Telecom e Capex

Venda de Planilhas

Dados históricos do Mercado Brasileiro

Workshops

Market Update

04 de Abril

Regulamentação de Telecom

Mais Produtos

 
 

EVENTOS

Workshop Teleco Market Update 2016

Organizador: Teleco
4 de abril

IoT BRASIL SUMMIT 2017

Organizador: Telesemana/Teleco
5 de abril

Mais Eventos

LIVROS

 




 

 


Siga o Teleco

linkedin

 

...