03/03/2011

Renato Navarro Guerreiro

 

 

 

Renato Navarro Guerreiro

 

Engenheiro eletricista com especialização em Telecomunicações pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). 

 

Consultor em telecomunicações e ex-Presidente da Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel. Dirigiu a Agência no período mais importante da consolidação do novo modelo das telecomunicações no Brasil. 

 

Foi Diretor do Departamento de Tarifas, Secretário de Serviços de Comunicações e Secretário-Executivo do Ministério das Comunicações onde exerceu, por várias ocasiões, as funções de Ministro de Estado. 

 

Trabalhou no Sistema Telebrás por mais de 20 anos, tendo exercido funções de gerência em diversas áreas. Foi Diretor Técnico, Diretor de Operações e Presidente. 

 

Sócio e fundador da Guerreiro Consult.

 

 

Artigos de Guerreiro no Teleco

 

As mudanças do Plano Geral de Outorgas

Atualização do Modelo Econômico do Setor de Teleco

 

 

 

 

FALECIMENTO DE RENATO GUERREIRO

 

É com sincero pesar que comunicamos o falecimento de Renato Guerreiro, ex-presidente da Anatel.

 

Brasileiro de caráter impar, teve um papel importantíssimo na definição e desenvolvimento das modernas telecomunicações brasileiras. Guerreiro contribuiu muito para moldar o início da Anatel, uma agência que na sua gestão foi consideradadas uma das melhores do mundo. Em toda a sua vida, Guerreiro sempre se manteve uma pessoa simples e leal aos amigos.

 

Era um colaborador permanente da Teleco.

 

Fará falta.

 

Nossa emocionada homenagem ao amigo Guerreiro.

 

Seus amigos da Teleco: Eduardo Tude, Huber Bernal, José Barbosa Mello, José Luis de Souza e Vergílio Martins.

 

 

Para enviar uma mensagem clique em: teleco@teleco.com.br

 

 

Ronaldo Mota Sardenberg, Presidente do Conselho Diretor da Anatel

 

É com extremo pesar que o Conselho Diretor da Anatel lamenta o falecimento de seu primeiro presidente, o engenheiro Renato Navarro Guerreiro.

 

Renato Guerreiro foi conselheiro da Anatel desde sua instalação, em 4 de novembro de 1997, até 1º de abril de 2002, período em que presidiu a Agência.

 

Nascido em 15 de janeiro de 1949, em Oriximiná, no Pará, Renato Guerreiro dedicou sua vida às telecomunicações. Entre várias homenagens e condecorações que recebeu, destacam-se as de Comendador da Ordem do Mérito Forças Armadas e de Grande Oficial da Ordem de Rio Branco.

 

Em agosto de 2002, Renato Guerreiro iniciou seus trabalhos frente à Guerreiro Consult, empresa nascida do seu propósito de colocar a vasta experiência adquirida no setor de telecomunicações  "para enfrentar os novos desafios que estavam por surgir".

 

A dedicação de Renato Navarro Guerreiro ao País e ao setor de telecomunicações é exemplo e inspiração para todos aqueles que trabalham e que trabalharam com ele, na Anatel e nas demais instituições que tiveram a felicidade de contar com seu conhecimento, sua ética e seu caráter.

 

 

Otávio Marques de Azevedo, Presidente da AG Telecom

 

"Minhas palavras são de saudade de um grande amigo com quem compartilhei momentos de muita alegria e realizações incríveis e outros de muita tensão. Dedicado a familia, foi um Realizador de Sonhos Inimagináveis de todos nós. Foi um GRANDE BRASILEIRO".

 

 

Mario Leonel, ex-conselheiro da Anatel

 

Renato Guerreiro, homem público de extrema honestidade e retidão, sempre colocou sua competência e experiência a serviço do Brasil e do bem público. Aliado  ao grande entusiasmo pelo nosso país, estava o seu imenso amor pela esposa Carol, filhos Thiago e Vivian e netos.  O Brasil perde um fervoroso patriota, o setor de telecomunicações um excepcional profissional, e eu, um grande amigo.”

 

Juarez Quadros do Nascimento, ex-Ministro das Comunicações

 

Guerreiro,

 

Sabes que existe o amanhã. Então, com um sorriso, ainda que em uma hora triste, dirigi-te a ele. Vai, pois vencestes os desafios que como filho, irmão, esposo, pai, avô, cidadão, amigo e tudo mais, te couberam. Ficam conosco a tua memória (bela), os feitos que realizastes (muitos) e a saudade (imensa).

 

Juarez Quadros do Nascimento, amigo.

 

Luiz Tito Cerasoli, ex-conselheiro da Anatel

 

 

" A partida do Guerreiro representa, para os amigos e profissionais que tiveram a oportunidade e a honra de com ele trabalhar, a perda de uma liderança sempre conquistada, jamais imposta, a perda de uma amizade sempre cultivada, jamais esquecida, a perda de cotidianos exemplos de dedicação e paixão à família e ao Brasil, seus valores e tradições. Os amigos que ficaram sem sua referência tem a obrigação de ressaltar seu nome como um dos maiores transformadores e realizadores do setor de telecomunicações no país."

 

 

Hermano do Amaral Pinto Junior

 

Realmente uma grande perda para o setor e para o Brasil. Desde a sua querida Oriximiná, Renato foi um guerreiro na defesa por um mercado inserido na modernidade tecnológica, regulado através de políticas transparentes e justas.

 

 

José Leite Pereira Filho, ex-Conselheiro da Anatel

 

O setor de telecomunicações do Brasil perdeu um profissional de grande valor. Renato Guerreiro teve coragem, disposição e competência para liderar com sucesso o Conselho Diretor da Anatel em seus primeiros e cruciais anos. Dou meu testemunho pessoal, como colega de Conselho durante todo seu mandato, da dedicação ao serviço público, da verdadeira paixão pela causa do bem comum, da honra e da dignidade no trato da coisa pública. A falta do Guerreiro será enorme, não somente para a sua querida família, mas também para nós seus amigos e para o setor de telecomunicações com um todo.