Atualizado em: 01/10/2006

A consolidação das operadoras no Brasil. Quem vai comprar?

 

 

A agitação provocada pela possível venda das operações da Tim no Brasil é mais uma peça no complexo jogo de consolidação por que passam as operadoras brasileiras e no qual os seguintes grupos tem posições definidas:

A maior parte das mudanças nos controles acionários das operadoras estão relacionadas a um espaço compartilhado por Telecom Italia, Citi, Fundos de Pensão e Opportunity. Dois fatos devem acelerar este processo:

O processo de privatização das operadoras de celular (Banda A) e a licitação de licenças de Banda B em 1997/1998 atraíram vários interessados sendo que os seguintes grupos adquiriram participação significativa em empresas: Telefonica, Portugal Telecom, Telecom Italia (Tim), América Móvil, Bell South, CTBC, Telia, Splice, Citi Bank, Fundos de Pensão, Opportunity e Bell Canada.

 

Com a licitação das Bandas D e E passou-se a uma fase de consolidação de operadoras de celular regionais em operadoras de presença nacional, sendo as principais Vivo (Telefonica e PT), Tim e Claro (América Móvil). Surgiram também a Oi e a BrT associadas às concessionárias de telefonia fixa local. Este processo tem tido como consequência a saída do setor de telecom no Brasil de vários grupos como a Bell South, Telia e a Bell Canada. A rodada atual de consolidações pode implicar na saída de outros grupos como a Portugal Telecom. A situação dos seguintes grupos ainda é indefinida:

Não se deve descartar também a entrada de novos investidores, sejam eles do mercado financeiro ou operadoras internacionais. (Comentário Teleco)

 

A consolidação observada entre os grandes grupos que dominam a telefonia fixa e celular no Brasil não tirou totalmente o espaço para operadores de menor porte como CTBC, Sercomtel, Nextel, Intelig e GVT. O sucesso destes operadores depende da identificação de nichos de atuação onde podem prestar serviços diferenciados. A ampliação deste leque deve ocorre como surgimento de operadores móveis virtuais (MVNOs).

 

Diante deste quadro pergunta-se:

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Workshop

 

 

EVENTOS

Mais Eventos