Atualizado em: 25/11/07

Quando o Brasil vai ter 100 celulares para cada 100 habitantes?

 

O Brasil já tem mais de 60 cel/100 hab e comemorou a quebra desta marca com crescimento recorde de 1,9 milhões de celulares no mês de Out/07.

 

 

Em 1998, quando ocorreu a privatização e a implantação da maior parte das operadoras de Banda B, acreditava-se que, em função da renda da população, existia um limite de densidade para o celular no Brasil.

 

Os limites estabelecidos foram, no entanto, sendo superados ano a ano. A densidade do celular ultrapassou a do telefone fixo em 2003 e continuou a crescer nos anos seguintes. O celular é um telefone de uso pessoal e planos de serviço criativos como o pré-pago o tornaram acessível à maior parte da população.

 

O Brasil terminou Out/07 com 114,69 milhões de celulares e uma densidade de 60,42 cel/100 hab. As adições líquidas de 1,9 milhões em Out/07 foram quase 3 vezes maiores que as de Out/06.

 

As adições líquidas acumuladas no ano somam 14,8 milhões até Out/07. Basta que se repita em novembro e dezembro o desempenho destes meses em 2005 para que o Brasil termine 2007 com 120 milhões de celulares e uma densidade de 63 cel/100 hab. (mais detalhes).

 

 

Quatro Unidades da Federação já apresentam uma densidade maior que 70 cel/100 hab: Distrito Federal (113), Rio de Janeiro (76), Rio Grande do Sul (73) e Mato Grosso do Sul (73). A quantidade de áreas locais com densidade maior que 70 cel/100 hab está crescendo, sendo Salvador (71) a mais densa com 104,7 cel/100 hab. (mais detalhes).

 

Nota: O Brasil tem 67 áreas locais para o celular correspondente aos códigos DDD (por exemplo: 11 - São Paulo, 21 – Rio, 71 – Salvador).

 

O mercado deve continuar aquecido em 2008 com 3G e a entrada da Oi em São Paulo, da Vivo no Nordeste. Existe espaço para o celular continuar crescendo a taxas superiores a 10% ao ano nos próximos anos e atingir uma densidade de celulares superior a 100 cel/100 hab.

 

Densidade do Brasil é menor que a de outros países da América Latina

 

Apesar de estar acima da média mundial (46 cel/100 hab) o Brasil possui uma densidade de celular menor que a de outros países da América Latina como Argentina, Chile, Venezuela e Colômbia.

 

 

Existe ainda um grupo de países no mundo em que a densidade de celulares já é maior que 100 cel/100 hab., entre eles Itália, Portugal, Rússia e a maior parte dos 27 países que compõem a União Européia.

 

Densidade e quantidade de usuários

 

É importante lembrar, no entanto, que a quantidade de usuários de celular em um país não é igual à quantidade de celulares ativos nas operadoras.

 

O órgão regulador de Portugal (Anacom) realizou em Dez/06 um levantamento sobre a utilização de telefones celulares que apresentou os seguintes resultados:

Ou seja, uma densidade de 100 cel/ 100 hab. não pode ser interpretada como significando que todos habitantes de um país possuem 1 celular.

 

Existe ainda questões relativas a diferentes critérios de contagem de celulares pelas operadoras, tema que já foi exaustivamente discutido no Teleco (mais detalhes).

 

Estas ressalvas não invalidam, no entanto, a densidade como um indicador do avanço da penetração do celular em um país. A figura a seguir exemplifica o caso da Rússia (mais detalhes).

 

 

Diante deste quadro pergunta-se:

Comente!

Para enviar sua opinião para publicação como comentário a esta matéria para nosso site, clique aqui!

 

Nota: As informações expressadas nos artigos publicados nesta seção são de responsabilidade exclusiva do autor.

 

 

Workshop Celular Market Update

 

 

EVENTOS

Mais Eventos